Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Protestos brasileiros em Macau no dia 1 de Julho
Sexta, 21/06/2013

A manifestação organizada pela Casa do Brasil em Macau é adiada para 1 de Julho. O vice-presidente da associação explicou, à Rádio Macau, que primeiro é necessária a devida autorização do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais.

 

Sobre a onda de protestos no Brasil, que tem subido de tom, Roberval Silva realça que os protestos vividos no país resultam de “décadas de cansaço”, sentido pela maioria da população, assim como do acesso cada vez mais facilitado à informação.

 

“Esses protestos acabam por ser fruto de um povo que, além do cansaço de décadas, está mais atento ao que acontece no país, está mais esperto, mais conectado com o mundo, mais instituído, mais cidadão. Nesse sentido, as pessoas começam a manifestar todas essas transformações que o país vive, descobriram que têm valor e, portanto, têm o direito de reclamar, de irem para as ruas fazer essas manifestações todas”, afirmou.

 

Roberval Silva lamenta ainda a primeira vítima mortal dos protestos, mas não acredita que o povo saia das ruas tão cedo. “A onda de manifestações é um pouco romântica, mas também muito poderosa. É um pouco romântica porque não é fruto de uma adesão consciente, clara, de um objectivo, de um projecto de vida. É um protesto bastante espontâneo, o que leva a acidentes e desgraças até, porém, eu não acredito que isso seja exactamente um motivador para impedir novos protestos”, apontou.