Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 21/06/2013

As declarações de Florinda Chan sobre o chamado caso das campas, o salário mínimo e as respostas do Governo acerca das construções em Coloane dominam as primeiras páginas da imprensa local publicada hoje.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio dá grande destaque à conferência de imprensa promovida ontem pela secretária para a Administração e Justiça. Florinda Chan explica que se reserva o direito de processar quem a acusou dos crimes de que foi ilibada esta semana pelo Tribunal de Última Instância. O jornal cita igualmente a advogada Paulina Alves dos Santos, assistente no processo, que considera que as declarações da governante tiveram como objectivo intimidá-la, e responde dizendo que também coloca a possibilidade de avançar com nova queixa contra a secretária.

 

O Ou Mun prefere puxar para a primeira página as intenções do Governo acerca do salário mínimo, que se aplicará aos trabalhadores da limpeza e aos seguranças dos prédios. Os Serviços para os Assuntos Laborais dão início em Setembro a uma consulta pública sobre o assunto.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A emissora tem estado esta manhã a dar conta de que o sinal 1 de tempestade tropical foi içado às 8h, sendo pouco provável que seja trocado por um de intensidade superior. Outro tema em foco na Ou Mun Tin Toi: a deputada Kwan Tsui Hang quer que seja regulamentado o preço do gás centralizado que abastece os prédios do território.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times dá grande destaque à possibilidade levantada por Florinda Chan acerca de um processo judicial contra quem a acusou, e aos pedidos dos movimentos cívicos que exigem que a secretária para a Administração e Justiça abandone o cargo. No destaque com imagem, a aula dada pelos astronautas chineses que se encontram no espaço, transmitida em directo nas escolas do território.

 

O Business Daily puxa para manchete a discussão em torno do salário mínimo, que se aplicará apenas aos empregados da limpeza e pessoal da segurança. Em foco ainda as perspectivas sobre as exportações: o sector está optimista, apesar dos receios em torno das matérias-primas. Florinda Chan também tem espaço na primeira página do económico, com um título-citação: “O tribunal provou a minha inocência”.

 

A secretária para a Administração e Justiça ocupa grande parte da primeira página do Macau Post Daily, que escolhe para título o facto de a governante ter colocado a possibilidade de avançar com um processo em tribunal. O resto da capa é ocupado pelo feito histórico da rainha de Inglaterra, que se tornou na primeira monarca a ganhar a Ascot Gold Cup.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Betão vai continuar”, escreve hoje o Ponto Final em manchete, acerca do debate de ontem na Assembleia Legislativa, em que o secretário para os Transportes e Obras Públicas declarou não ter “base legal para suspender os projectos” de Coloane antes da aprovação da lei do planeamento urbanístico. No destaque com imagem, o chamado caso das campas: o jornal publica uma fotografia de Florinda Chan e outra de Paulina Alves dos Santos, com o título “Processo contra processo”.

 

O Hoje Macau também destaca este caso na capa, onde se lê “Acção por acção” – “Florinda Chan admite processar quem a acusou. Paulina Santos responde na mesma moeda”. Também o debate sobre Coloane na AL merece destaque de primeira página, assim como o salário mínimo: “Governo promove 30 patacas por hora”.

 

O Jornal Tribuna de Macau (JTM) foi saber dos prejuízos causados por anos de cheias no Porto Interior e publica hoje uma reportagem extensa sobre a matéria, chamada à primeira página com o título “Quase tudo a água levou”. Ainda na capa do JTM, os dois temas fortes do dia: “Florinda Chan e Paulina Santos ponderam acções judiciais” e “Não há leis que travem construção em Coloane”.

 

O semanário católico O Clarim dedica a totalidade da primeira página ao Padre Lancelote Rodrigues, com o título “Adeus Senador!”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post conta hoje que Pequim utilizou um sistema secreto de informações durante o congresso do Partido Comunista Chinês do passado Outono, o que revela as preocupações da China em relação à ciberespionagem. Na fotografia da capa, o pânico na Universidade de Tongji – sete pessoas ficaram feridas com a chegada da “Beckham mania” a Xangai.

 

O China Daily faz manchete com as novas medidas de segurança alimentar no país, que começam com os lacticínios. A “aula de ciência dada a partir do espaço” também está em foco na primeira página do jornal oficial. A astronauta Wang Yaping esteve ontem a falar com os estudantes, naquela que foi a primeira aula do género a ser dada para escolas de toda a China.

 

O Standard destaca os fracos resultados das bolsas de ontem, que atingiram os níveis mais baixos dos últimos 19 meses. Foi a reacção às medidas anunciadas pela Reserva Federal norte-americana, que colocou a possibilidade de adoptar medidas de estímulo. “Pôr mais sal na ferida”, escreve ainda o diário, acerca da hipótese de as taxas de juro subirem em Hong Kong, o que – de acordo com os analistas – causará problemas adicionais a quem compra casa.