Em destaque

17 de Agosto de 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1483 patacas e 1.1376 dólares norte-americanos.

Wang Guangya deixa Macau com mensagem de “optimismo”
Quinta, 16/06/2011
O director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado, Wang Guangya, considera que a visita de três dias à RAEM “foi bastante frutífera”. Num encontro com jornalistas antes de partir para Pequim, Wang Guangya afirmou que a visita “permitiu-me, e aos meus colegas, conhecer a situação da RAEM”.

Do que viu e ouviu no território, o dirigente chinês revelou ter ficado com “uma boa impressão de Macau e optimista” em relação ao futuro, deixando a garantia de que o Governo Central “está atento ao que a população pensa sobre temas como o preço dos produtos ou o desenvolvimento das indústrias culturais”.

Wang Guangya lembrou também que Pequim presta particular atenção ao desenvolvimento de Macau como “centro de diversão global”, projecto que faz parte do 12º plano quinquenal, que inclui ainda uma referência ao papel do território no contacto com os países lusófonos. “Vamos fazer de Macau uma plataforma para o incremento, interacção e cooperação entre o lado chinês e os países lusófonos. Neste aspecto, a RAEM tem um papel único a desempenhar. No futuro, o Governo Central vai aumentar os negócios com os outros países, em particular em África e na América do Sul, promovendo o papel de Macau”, garantiu Wang.

Apesar do optimismo, o director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado deixou o alerta para a necessidade de se “envidar esforços na formação de quadros talentosos”, em diversas áreas, e também para a urgência de resolver o problema da habitação, uma “preocupação da população”.