Em destaque

17 de Agosto de 2018: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1483 patacas e 1.1376 dólares norte-americanos.

USJ publica cartas entre Sun Yat Sen e Carlos da Maia
Quinta, 16/06/2011
A Universidade de São José (USJ) vai publicar a correspondência entre Sun Yat Sen e Carlos da Maia, governador de Macau entre 1914 e 1916. O projecto, revelou o vice-reitor, Ivo Carneiro de Sousa, em declarações à Rádio Macau, inclui a publicação de outra documentação “inédita” da figura considerada como o “pai da república chinesa”.

De acordo com o académico, o material que vai ser publicado dá “outra visão de um homem político” e demonstra “alguma importância no processo de desencadeamento da revolução republicana na China, que foi apoiada pelos republicanos portugueses em Macau, mas também em Portugal.”

Ivo Carneiro de Sousa destacou que, com a publicação de obras sobre a presença de Sun Yat Sen em Macau e a organização de conferências sobre essa temática, a USJ tem o objectivo de lançar luz sobre um período importante da história de Macau que, diz o vice-reitor, tem sido pouco aprofundado: “O período da Primeira República trouxe para Macau uma série de novas ideias e encontra-se por estudar.”

A propósito dos 100 anos da revolução republicana chinesa, a USJ promove, entre hoje e amanhã, a conferência “1911-2011: Da revolução às reformas – Caracterizando os paradigmas de transição ‘made in China’”. O evento reúne duas dezenas de académicos de todo o mundo para debater “seis paradigmas de transição da China republicana”.

Segundo Ivo Carneiro de Sousa, a iniciativa insere-se na estratégia de investigação científica da USJ de tentar compreender os novos territórios do processo de globalização, “tomando a China como um exemplo-chave de uma potência emergente.”