Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

AL chumba proposta de debate sobre universitários da China
Terça, 11/06/2013

A Assembleia Legislativa chumbou a proposta de debate apresentada por Kwan Tsui Hang, sobre a hipótese, colocada pelo Governo, de criação de um novo regime de importação para os universitários da China com cursos de Macau. A deputada dos operários alega que a medida vai retirar oportunidades aos trabalhadores locais.

 

Ainda assim, Kwan Tsui Hang apenas conseguiu os votos favoráveis de mais oito deputados. A proposta foi rejeitada com seis abstenções e 10 votos contra.

 

A maioria entende não haver ainda uma decisão definitiva do Governo para se discutir o assunto em plenário. Vong Hin Fai foi um dos que votou contra, argumentando que uma discussão “sem mais dados induziria a sociedade em erro”. Já Chan Chak Mo acredita que sem o Governo anunciar uma posição, qualquer discussão na Assembleia “é um desperdício de tempo”, numa altura em que faltam sensivelmente dois meses para o final da legislatura.

 

Mas houve quem tenha ido mais longe. O deputado nomeado Tsui Wai Kwan alertou para os perigos deste debate agora que as eleições estão à porta.

 

Além destes, vários outros deputados do sector comercial mostraram-se a favor da contratação de universitários da China com cursos em Macau. A defender a proposta de Kwan Tsui Hang estiveram apenas deputados eleitos pela via directa, como o colega de lista, Lee Chong Cheng, e também Au Kam San, Ng kuok Cheong, Paul Chan Wai Chi, Pereira Coutinho, Ho Ian Sang e Melinda Chan.

 

Nem todos os deputados que votaram a favor do debate estão contra a hipótese dos universitários da China com cursos locais puderem ficar no território a residir e a trabalhar. Admitem apenas que o debate de ideias é sempre positivo.