Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 06/06/2013

A decisão do Governo sobre os apartamentos do Four Seasons e o atropelamento mortal de uma criança na Ilha Verde dividem as atenções dos jornais locais. Em Hong Kong, os matutinos destacam a detenção de mineiros ilegais chineses no Gana e o caso de uma mulher detida na região vizinha por matar oito vacas.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio dá destaque à morte de uma criança de nove anos, na zona da Ilha Verde. Uma carrinha não parou na passadeira acabando por atropelar mortalmente a criança no momento em que estava a atravessar a rua. Noutro título, o matutino também fala de uma criança de 11 anos que era alegadamente maltratada pela mãe. A notícia refere ainda que a criança tinha desistido da escola há um ano e meio por falta de dinheiro.

 

Os mesmos temas são tratados na primeira página do Ou Mun, mas o jornal realça ainda outros dois acidentes rodoviários. Ontem de manhã, um choque na Rua de Pedro Coutinho entre um carro e um autocarro deixou ferido o condutor do veículo ligeiro. Já na Avenida do Nordeste, um acidente entre um táxi e um carro resultou em ferimentos na passageira do táxi.

 

Noutro título, lê-se que o Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas diz que as obras do Terminal Marítimo de Pac On foram adiadas devido à chuva e por causa da falta de recursos humanos. 

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi cita o Chefe do Executivo, que afirmou que já começaram os processos administrativos por causa do caso de Raymond Tam. O juízo de instrução criminal emitiu o despacho de pronúncia em relação ao presidente do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais. Raymond Tam e outros três funcionários do instituto são arguidos num caso relacionado com as campas.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

A manchete do Jornal Tribuna de Macau explica que “candidaturas às legislativas chegam hoje à dezena”. Lei Sio Kuan lidera a lista da Associação de Força do Povo e dos Operários. O destaque fotográfico “ao leme da tradução” remete para uma reportagem nas centrais sobre as Regatas Internacionais dos Barcos Dragão.

 

“Four Seasons em acções”, é o destaque de hoje do Ponto Final, que conta que o grupo Las Vegas Sands vai poder vender títulos correspondentes a direitos de utilização de longa duração do aparthotel Four Seasons. “Arguido de 40 dias”, lê-se na fotografia da primeira página, por causa de Raymond Tam. O presidente do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais levou 40 dias a entregar os documentos pedidos pelo Ministério Público.

 

O Hoje Macau escreve em manchete “Proibido vender” – Executivo autorizou transmissão de terreno à Four Seasons. O Governo deu luz verde à transmissão de terreno à subsidiária da Venetian, tendo no entanto deixado claro que nem os apartamentos podem ser vendidos, nem a finalidade do terreno pode ser alterada. Noutro dos títulos de primeira página lê-se que “Shun Tak pediu terreno para construir hotel”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily diz que o Governo dá direitos corporativos à Las Vegas Sands no Four Seasons. Depois de uma espera de quatro anos e meio, o Executivo autorizou a empresa a transmitir o lote para uma subsidiária, com permissão para emitir acções que dão direito ao uso dos quartos.

 

O mesmo tema faz a manchete do Macau Post Daily, que traz em título “Governo autoriza Sands China a vender acções do aparthotel”. O jornal destaca ainda as declarações do secretário para os Transportes e Obras Públicas sobre a decisão governativa. 

 

O Macau Daily Times escreve a propósito desta decisão “Entre 13 e 20 mil milhões para negócio da Sands China”. Em destaque no matutino está ainda uma entrevista a Michael Leven, o número dois da Las Vegas Sands.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

“Matança” é o título de hoje do Standard. Na primeira página vêem-se fotografias de vacas mortas, a propósito de uma mulher que foi detida por matar oito vacas em Lantau. A estrangeira, que vive na ilha da região vizinha, terá atropelado os animais com o seu jeep.

 

O South China Morning Post escreve em manchete que “rusgas às minas de ouro em África resultaram na detenção de 124 trabalhadores chineses ilegais”. O jornal sublinha ainda que os exploradores chineses que procuram fortunas no Gana arriscam-se agora a ser deportados.

 

O China Daily revela que a China lançou uma investigação à importação de vinhos pela União Europeia. A investigação acontece um dia depois de a Comissão Europeia ter anunciado medidas anti-dumping para os painéis solares chineses.