Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Manifestações do 1º de Maio decorrem sem incidentes
Quarta, 01/05/2013

Sem incidentes e muito ruidosas. Foram assim as manifestações do Primeiro de Maio em Macau. Ao todo, seis grupos saíram à rua em protesto com várias reivindicações: a reunião familiar de pais e filhos que continuam na China sem autorização para se fixarem em Macau, a limitação da contratação de estrangeiros, o combate à especulação imobiliária, melhores condições de trabalho e de remuneração, e também  melhores condições para os jovens.

 

As manifestações partiram entre as 14h00 e as 15h00 da zona norte da cidade, tendo terminado junto ao Palácio do Governo, com a entrega de petições.

 

Comparativamente com anos anteriores, houve menos gente nas marchas. O deputado Pereira Coutinho, que marcou presença no início dos protestos, em declarações à Rádio Macau, justificou a menor adesão com o sentimento entre as pessoas de que “mesmo que participando, nada vai ajudar a alterar a situação”.

 

Por outro lado, Coutinho destaca que as manifestações são “extremamente importantes” e que medidas como “a compensação pecuniária, os vales de saúde e o subsídio de 5 mil patacas” para tirar cursos foram resultado das manifestações anteriores.