Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Engenheiro diz que paredes "salvaram" moradores do Sin Fong
Sexta, 26/04/2013

A apresentação do relatório sobre o Sin Fong Garden, encomendado pelo Governo ao Departamento de Engenharia da Universidade de Hong Kong, foi feita por Albert Kwan. O engenheiro afirmou, esta tarde, não ter dúvidas de que foi a “fraca qualidade do betão” que causou as fissuras que começaram a sugir na parede - o “primeiro sinal de perigo”. 

 

Albert Kwan explicou que o pilar P9, que alarmou os moradores do Sin Fong Garden quando começou a degradar-se, “não tem metade da intensidade de betão exigida pelos padrões internacionais”. Uma situação que, juntamente com a má qualidade do betão noutros dois pilares 2º andar, levou a que o peso do edifício, perto de 100 toneladas, recaísse todo sobre as “paredes de tijolo”. “Felizmente os proprietários não decidiram deitar abaixo as paredes nas suas fracções autónomas. Estas paredes salvaram-lhes a vida”, destacou.

 

Os resultados do relatório também ilibam as empresas que trabalham na construção do edifício ao lado do Sin Fong Garden. “Pode ter havido vibrações causadas pela colocação de fundações ou de bate-estacas no terreno vizinho. Mas se um edifício tem toda a estrutura em conformidade com o índice de segurança (...) as obras das fundações dos edifícios ao lado não devem ter qualquer influência”, explicou o engenheiro de Hong Kong.

 

Albert Kwan também garantiu que o edifício “é recuperável”, uma vez que o problema foi detectado apenas em três pilares num único andar. Entretanto, foram ainda feitas obras de reforço dos pilares que, diz o responsável, permitem que o Sin Fong sobreviva à época de tufões que se aproxima. 

 

Na conferência de imprensa, o Governo também garantiu que vai continuar a apoiar os moradores do Sin Fong Garden, através de alojamento temporário e subsídios. Desde Outubro, o Governo já gastou mais de 9 milhões de patacas com as famílias do Sin Fong Garden, mas como o empreiteiro, até Janeiro, pagou cerca de 6,800 milhões relativos aos primeiros três meses, a Administração gastou efectivamente um pouco mais de 2 milhões. A vice-presidente do Instituto de Acção Social acrescentou ainda que por mês, o Governo continuará a distribuir mais de 700 mil patacas pelas famílias afectadas.