Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Autocarros: Tarifas e qualidade relacionadas “no futuro"
Segunda, 15/04/2013

A revisão das tarifas dos autocarros foi hoje muito criticada na Assembleia Legislativa, com vários deputados a considerarem que nem a TCM, nem a Transmac merecem receber mais pelo serviço que prestam. A retroactividade prevista pelo Governo foi também alvo de reparos.

 

Ng Kuok Cheong puxou o assunto, numa sessão dedicada a interpelações orais. O pró-democrata não vê razões para premiar o que entende ser um mau serviço e diz não perceber os critérios do Governo.

 

Em representação do Executivo na Assembleia Legislativa esteve o director dos Serviços para os Assuntos de Tráfego. Wong Wan começou por apontar melhorias ao trabalho das duas operadoras, dizendo ainda que a população está cada vez mais satisfeita com os autocarros públicos.

 

Depois de quase uma hora de críticas, Wong Wan acabou por reconhecer que há espaço para melhorias e deixou uma promessa para futuras revisões das tarifas pagas às concessionárias. “O nosso desejo é que, no futuro, haja um critério objectivo e científico para que seja criada uma relação entre o regime de avaliação e a actualização das tarifas”, sublinhou.  

 

A ideia, explicou Wong Wan, é criar uma relação directa entre a qualidade dos autocarros, a satisfação dos utentes e as tarifas pagas às operadoras. Este ano, a revisão deixa de fora a Reolian. Para o Governo, só a Transmac e a TCM é que vão passar a receber mais pelo serviço que prestam.