Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

“Falta visão” ao Governo, diz Albano Martins
Sábado, 13/04/2013

Albano Martins acusa o Governo de não avançar com infra-estruturas que são prioritárias. “Nós não nos estamos a preparar para a próxima ponte,  que vai provocar o caos. Nós não estamos preparados para ela. O metro leva montanhas de tempo para ser executado. Todas as infraestuturas são lentas”. Albano Martins lembra a execução do PIDDA, que até Março apresentava uma execução de um por cento e admite que “há qualquer coisa que não funciona”. O Governo, diz, tem de ser mais rápido e decidir no momento certo.

 

O Governo tem neste momento uma “falta de visão”, considera o economista, que fala ainda de uma “Administração parada”. “Vamos chegar a uma altura que, por não tomarmos decisões, vamos tomar decisões precipitadas e erradas. O Governo devia planear”, afirma.

 

No programa Rádio Macau Entrevista, Albano Martins defende que os “governantes de Macau estão a dar sinais de que não são capazes de governar do ponto de vista de eficácia”.

 

Questionado sobre se deve haver uma mudança em termos de secretários, o economista fala de alguns que dão sinais de cansaço. Albano Martins lembra que há já secretários “do tempo de Edmund Ho, há mais de 10 anos” e que ainda se mantêm, e considera que há os que “entraram depois e poderão ser boas pessoas e não estarão no lugar certo”.

 

“É preciso arranjar novos secretários o mais rápido possível. É preciso acabar com o medo da decisão. As pessoas estão com medo de ser presas e cada um chuta para o lado e não chuta para a frente”, entende o economista.

 

Albano Martins foi o convidado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista, que está disponível nesta página.