Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Economia deve crescer até 7% este ano, prevê Albano Martins
Sábado, 13/04/2013

A economia de Macau deve crescer, este ano, “à volta de sete por cento”, um valor abaixo dos 9,9 por cento registado no ano passado. As previsões são de Albano Martins, o convidado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista. O economista diz, no entanto, que “tudo vai depender da formação bruta de capital fixo, porque os grande empreendimentos dos casinos vão ditar, de certo modo, uma parte desse crescimento”.

 

Quanto à inflação, Albano Martins prevê uma descida em relação a 2012, mas, mesmo assim, a inflação deve manter-se alta. “A inflação, este ano, provavelmente, ficará um valor abaixo do ano passado quando a taxa de inflação foi de 6,11 por cento”, entende o economista que antevê uma taxa de inflação entre os “5,5 e os 6 por cento”. O economista sublinha que “tudo vai depender do que acontecerá na China, a nível dos produtos que nós consumimos, a evolução do yuan em relação à pataca e, naturalmente, a procura interna”.

 

Albano Martins continua a defender que o Governo devia ter dois índices para medir a inflação, um deles que incluísse as rendas. Desta maneira, diz, o Governo não seria apanhado desprevenido e podia “actuar sobre uma realidade que está, neste momento, completamente descontrolada”. “Nós temos as rendas a crescer 100 por cento em dois anos e isso é absurdo. Rebenta com o mercado e distorce a economia”, entende Albano Martins.