Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (sexta-feira)
Sexta, 05/04/2013

O aumento do número de casos de infectados com a nova estirpe do vírus da gripe das aves na China e as situação na península coreana são temas que dominam os títulos da imprensa de Macau e de Hong Kong hoje disponível nas bancas.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dá grande atenção à evolução da situação da gripe aviária H7N9, na China, onde há 14 casos confirmados e 5 mortes. Em Macau, destaca o jornal, os Serviços de Saúde foram informados pelo Hospital Kiang Wu sobre o caso de um homem de 37 anos de idade, proveniente da província de Jiangsu, com pneumonia. Após a realização de testes foi eliminada a hipótese de gripe aviária H7N9.

 

Outro destaque vai para o alargamento do horário de funcionamento das fronteiras, até sábado. Ontem, mais de uma centena de visitantes e residentes esperaram pela abertura do posto às 5h00.

 

Sobre este alargamento temporário, o sector hoteleiro prevê que a taxa de ocupação hoteleira possa baixar, tal como o preço dos quartos. Já o sector imobiliário defende que agora é a melhor altura para promover a abertura de postos fronteiriços por 24 horas, medida que pode atenuar a pressão sobre as rendas.

 

No jornal Va Kio, o maior destaque é dado ao caso de um homem da província de Jiangsu, que esteve com sintomas de febre, dores do tórax e dificuldades de respiração – chegou a suspeitar-se de gripe aviária H7N9, mas, após testes, essa hipótese foi eliminada.

 

Tal como no jornal Ou Mun, também aqui as atenções dividem-se com outro tema: o alargamento temporário, entre ontem e amanhã, das fronteiras, que abrem uma hora mais cedo e fecham uma hora mais tarde, ou seja, funcionam das 6 à uma da manhã. O Va Kio entrevista um funcionário das Portas do Cerco, que diz que um alargamento mais duradouro será uma decisão tomada com base nesta experiência.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

Na Ou Mun Tin Toi, a notícia da actualidade local que marca a manhã informativa dá conta de que, em Fevereiro, os depósitos de residentes aumentou 0,2% em comparação com o mês passado.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Ponto Final destaca hoje na manchete uma declaração de Haidan Foster-Carter, especialista em assuntos coreanos da Universidade britânica de Leeds. Diz este investigador que “Bluff de Kim Jong-un é muito perigoso”.

 

No outro tema em grande foco, o Ponto Final escreve que “Pai do Código Penal arrasa Ministério Público”, que moveu um processo crime contra Jorge Menezes, por considerar que o advogado violou o segredo de justiça ao pedir um parecer a Figueiredo Dias - autor do Código Penal - em defesa de um cliente. Acrescenta o jornal que “advogados em Macau falam de um ataque ao direito do exercício da profissão” e que o “professor de Coimbra arrasa a posição do Ministério Público”.

 

No Jornal Tribuna de Macau, a machete diz “A olhar para o umbigo” – “publicado relatório final da política de juventude”. No documento, destaca o jornal, sugere-se “mais atenção à experiência internacional”.

 

No destaque fotográfico, o JTM foca “O dia do convívio com os antepassados” – o feriado Cheng Ming, o dia de finados, que se assinalou foi ontem.

 

O Hoje Macau destaca a análise à proposta de lei de salvaguarda do património: “Pobres... Só têm dinheiro”, lê-se no título principal – deputados mostram-se “mais preocupados com os negócios do que com a herança cultural de Macau”.

 

Outro título em destaque: “População não confia em associações da juventude” – isto, a propósito de subsídios à educação.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

No Macau Daily Times, a manchete dá conta de uma quinta vítima mortal da nova estirpe da gripe das aves na China.

 

Aqui, o outro grande destaque, ilustrado com uma fotografia, vai para a notícia de que a “O parque de estacionamento da Praia de Hac Sa é usado como sucata”.

 

Quanto ao Macau Business Daily, tem na manchete que “Homem de Jiangsu está livre da gripe das aves – Governo diz que Macau não está afectadada” por esta doença.

 

Outra notícia em foco nesta edição – “Os telemóveis vão poder ser utilizados como o cartão Macau Pass”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

“Ricos de Hong Kong expostos em grande revelação de dados sobre paraísos fiscais”, lê-se no título principal da edição de hoje do South China Morning Post, a propósito de uma investigação sobre as Ilhas Virgens Britânicas, onde há muitas “offshores” de clientes de Hong Kong, da China e de Taiwan.

 

No outro tema em grande foco, o diário informa que “Estados Unidos reforçam defesas contra a Coreia do Norte”, depois das várias ameaças de Pyongyang.

 

Este é um tema que salta para a manchete do jornal The Standard: “Alerta vermelho” – “Estados Unidos recorrem a sistema anitimísseis para enfrentar ‘perigo real e evidente’ da Coreia do Norte”.

 

Espaço, ainda, para a notícia de que o número de vítimas da gripe das aves na China subiu para 5.

 

A situação na Coreia do Norte merece o maior destaque na edição de hoje do China Daily, jornal oficial chinês em língua inglesa. “Coreia do Norte preparada para ataques nucleares”, lê-se no título principal.

 

Sobre a nova estirpe do vírus da gripe das aves, o China Daily escreve que é “prometida transparência na luta” contra a doença.