Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Pedro Dias quer fixar-se em Macau
Terça, 19/03/2013

O antigo director da Biblioteca Nacional Portuguesa, Pedro Dias, quer fixar-se em Macau. O catedrático de História de Arte da Universidade de Coimbra, antigo director dos Arquivos da Torre do Tombo, disse à Radio Macau que pretender fixar residência e continuar aqui a investigar temas relativos à presença dos portugueses no Oriente.

 

“Os meus projectos passam por aprofundar as relações de Portugal com o Oriente. Por isso”, diz Pedro Dias, “Macau é um sítio óptimo para se estar. Tenho uma boa relação com a cidade. Está num ponto chave para se poderem fazer investigações naquilo que neste momento me interessa”.

 

O investigador ganhou uma bolsa do Instituto Cultural vai estar em Macau no próximo mês para uma conferência na Universidade sobre o papel dos portugueses, e de Macau, como interposto de antiguidades oriundas da China e do Japão.

 

Pedro Dias quer fixar-se nesta parte do mundo devido á crise económica que se vive na Europa, mas também ás condições de investigação que, considera, hoje a China oferece.