Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

CTM: Lentidão da Internet deve-se a hábitos dos clientes
Quinta, 14/03/2013

Os problemas de navegação na Internet devem-se, sobretudo, a questões dependentes dos clientes. É assim que a Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM) reage às críticas relacionadas com a lentidão no acesso à rede global.

 

“Os comentários ou queixas dos clientes envolvem muitos aspectos. Alguns envolvem os equipamentos dos clientes, outros estão relacionados com os conteúdos e também têm que ver com o outro lado, ou seja, a maioria das vezes os clientes estão a navegar em sites do exterior”, explica Ebel Cham, vice-presidente da CTM. “Pode haver demasiado tráfego nestes sites, mas os consumidores pensam sempre que o problema é da CTM.”

 

A responsável garante que, quando a empresa manda técnicos a casa dos clientes queixosos, descobre-se que, na maioria dos casos, o problema é dos computadores ou dos equipamentos de acesso à Internet, que já são velhos. O segundo problema está nos sites que os residentes de Macau frequentam. “Os hábitos dos residentes de Macau estão a mudar”, constata Ebel Cham. “Nos últimos três anos, os clientes começaram a usar muito a Internet para fazerem o download de filmes. São conteúdos pesados – este é um dos principais problemas que provoca congestionamento na nossa rede.”

 

A CTM está a negociar com os sites do exterior mais populares um pré-download de conteúdos, para que depois os clientes possam baixá-los a partir de um site local. Além disso, recorda Ebel Cham, a CTM está a fazer um investimento de 1,2 mil milhões de patacas para melhorar a rede.

 

Outra queixa comum é o tempo que o apoio técnico demora a chegar a casa – neste caso, a culpa é da falta de recursos humanos. “Na realidade, continuamos a contratar mais técnicos para a nossa companhia. Mas os recursos humanos são extraordinariamente limitados. Não é facil contratar técnicos capazes”, defende-se a vice-presidente.