Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

38 por cento dos jovens fizeram voluntariado no ano passado
Quarta, 13/03/2013

No ano passado 38,3 por cento de jovens, entre os 13 e os 29 anos, fizeram voluntariado. É a conclusão do estudo sobre a aquisição de capacidades e a formação da conduta moral dos jovens nos trabalhos voluntários. O estudo foi realizado pela Associação Social Kuai Un e esta manhã apresentado na reunião plenária do Conselho de Juventude.

 

A presidente da associação, Chon Iok Ip, diz que o “número é reduzido”, mas a associação espera “poder elevar esse número até 50 por cento ou mais”.

 

Apesar dos dados, a chefe do departamento de juventude dos Serviços para a Educação e Juventude, Un Hoi Cheng, frisa que o número de voluntários “aumentou 20 por cento durante os últimos dez anos”.

 

O estudo, hoje apresentado, teve como base 1.538 inquéritos realizados na rua e na internet. O número corresponde a um por cento dos 161.800 jovens de Macau.

 

O estudo conclui que a maioria dos voluntários são estudantes, com os inquiridos a considerarem que o trabalho voluntário deve ser permanente para adquirir capacidades e formação da conduta moral.

 

Na reunião plenária do Conselho da Juventude foram ainda apresentadas as conclusões do estudo sobre a relação entre motivações intrínseca e extrínseca associadas à participação dos jovens nos trabalhos voluntários e a formaçao do capital social.

 

Entre os factores para o voluntariado estão, em primeiro, “as actividades são interessantes e divertidas”, seguindo-se ”a participação nas actividades pode enriquecer a experiência” e “faz sentir-se uma pessoa útil”. Em terceiro está a “a possibilidade de conhecer amigos novos”.

 

O estudo elaborado pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau revela ainda que as raparigas pensam que seria mais importante se a actividade enriquecesse a experiência. Já os jovens que nasceram em Macau pensam em conhecer novos amigos.