Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 13/03/2013

O conclave na Capela Sistina, o Festival Rota das Letras e as reuniões magnas em Pequim são alguns dos temas que fazem as primeiras páginas da imprensa que se publica hoje em Macau e em Hong Kong.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio dá especial atenção ao saldo das contas públicas de Macau. Em dois meses de execução orçamental, o saldo das contas públicas da RAEM já atingiu quase metade do que estava previsto no orçamento para o ano de 2013. Ainda na primeira página do jornal, espaço para a detenção de dez pessoas no Mercado Abastecedor de Macau. O Va Kio explica que alguns dos trabalhadores são ilegais, mas a empresa Nam Yue diz que não tem qualquer relação com as pessoas detidas.

 

No Oumun, as declarações de Francis Tam acerca do turismo: o secretário para a Economia e Finanças reconhece que é preciso melhorar as estruturas da cidade e elevar a qualidade dos turistas.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta de vários concursos de ingresso na Função Pública, que são hoje publicados em Boletim Oficial. A rádio continua ainda a acompanhar o que se passa em Pequim.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times diz que o Governo e a Assembleia Legislativa não chegam a consenso em relação ao planeamento urbano. Na imagem, Atlantic City e os números do jogo – as receitas dos casinos diminuíram 12,5 por cento em Fevereiro.

 

“O Conselho de Consumidores está a planear simplificar o processo de arbitragem”, refere o Macau Post Daily na notícia principal da edição de hoje. Outro tema a merecer capa é a descoberta, pela Polícia de Segurança Pública, de mais um falso casamento entre uma mulher local e um homem da China Continental.

 

No Business Daily, a primeira página mostra-nos um molho de notas de 500 patacas, imagem que ilustra a notícia sobre o saldo das contas públicas de Macau. Referência ainda à proposta dos delegados de Macau à Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, que pretendem transformar a zona transfronteiriça que o território partilha com Zhuhai numa área de comércio livre.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Ponto Final faz manchete com as expectativas de Macau acerca do futuro líder da Igreja Católica: “O Papa da mudança”. Na chamada de primeira página com fotografia, “Amado entre nós”, numa referência ao escritor brasileiro que foi ontem homenageado no festival Rota das Letras.

 

“Alargar o recurso judicial”, escreve o Jornal Tribuna de Macau, para a notícia sobre as alterações ao Código de Processo Penal que prevêem uma mudança na Lei de Bases de Organização Judiciária. A alteração visa assegurar que todos os arguidos têm direito a recorrer. Na fotolegenda, “Até sair fumo branco”, numa alusão ao conclave que junta os 115 cardeais eleitores na Capela Sistina.

 

O Hoje Macau dá espaço à casamata de Coloane, com o título “Evitar polémicas”. O deputado Chan Chak Mo diz que o Governo deve reconsiderar a se há lugar ou não à construção de um prédio de 30 andares no terreno de Coloane onde se encontra a fortificação colonial. O jornal puxa ainda para a primeira página a homenagem que diplomatas em Pequim vão fazer hoje ao empresário de Macau David Chow.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post faz manchete com a possibilidade de o responsável máximo pela regulação do mercado financeiro no país passar a ser o governador de Shandong. Guo Shuqing deverá ser o líder político da província que terá um maior impacto no mercado de capitais da China Continental. No destaque com imagem, a entrada dos cardeais na Capela Sistina: começou ontem o conclave que vai decidir quem é o sucessor de Bento XVI.

 

No China Daily, o destaque principal vai para a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC). A reunião magna dos conselheiros do Governo Central terminou ontem, com preocupações sociais na agenda. A qualidade de vida e a segurança social – escreve o jornal oficial – estão entre as prioridades dos membros da CCPPC, que submeteram 1760 propostas. Destas, um terço está relacionada precisamente com questões sociais.

 

O Standard faz a primeira página com publicidade. Lá dentro, o destaque vai para a pena de prisão de dez anos, aplicada a um homem acusado de ter branqueado 6,8 mil milhões de dólares de Hong Kong.