Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 08/03/2013

Na imprensa desta sexta-feira, em Macau e Hong Kong, o grande destaque para vai a reunião de Zhang Dejiang com os delegados das duas regiões administrativas especiais. Na imprensa local ainda em foco a reacção das autoridades de Macau à campanha de ontem de uma empresa que quer comprar notas comemorativas. Além de anúncios nos jornais, foram enviadas mensagens escritas aos residentes.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio chama para manchete o caso da empresa que quer comprar notas comemorativas. Na sequência da campanha feita pela empresa, o Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais recebeu seis queixas e pedidos de informação. A Autoridade Monetária de Macau e Polícia Judiciária estiveram nas instalações da empresa. Ainda em foco na primeira página do jornal o encontro entre os delegados de Macau e de Hong Kong à Assembleia Popular Nacional com o ainda vice-primeiro-ministro chinês. Zhang Dejiang assegura que políticas do Governo Central para as duas regiões não vão mudar.

 

O encontro dos delegados de Macau e Zhang Dejiang é também o tema da manchete do Ou Mun. O jornal destaca, no entanto, os apelos lançados pelo ainda vice-primeiro-ministro. São eles a promoção do princípio “um país, dois sistemas”; uma aposta na diversificação da economia; e que os delegados apoiem o Governo de Macau e que estudem bem a Lei Básica. O diário conta ainda que Zhang Dejiang deverá ser o homem encarregado dos assuntos de Macau e Hong Kong no Politburo.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

No canal chinês da Rádio Macau nesta manhã informativa continua a ser a Assembleia Popular Nacional que domina. A rádio dá atenção ao encontro de ontem entre Zhang Dejiang e também a conferência de imprensa desta manhã do ministro do Comércio, sobre a cooperação económica.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Ambulâncias de Elite” titula o Ponto Final. A Associação de Futebol alega que só é possível garantir ambulâncias nos jogos da Liga Elite, porque esse “é um serviço requisitado” em Macau. O presidente Chong Coc Veng admite, contudo, a hipótese de poder vir a ter equipas de primeiros socorros nos escalões secundários. Ainda na primeira do Ponto Final destaque para os “bebés na prisão”. O jornal conta que há dois bebés com menos de um ano a viverem com as mães no Estabelecimento Prisional de Macau.

 

No Hoje Macau o destaque vai para a proposta de lei sobre arrendamento entregue na Assembleia Legislativa por Pereira Coutinho. “Chega de aumentos” lê-se na primeira do jornal. Noutra chamada de capa: “ONU confirma ter recebido carta de Jason Chao” e “Empresa retira algumas queixas contra japonês” numa referência ao processo que tem oposto Wynn a Okada.

 

“Notas ao melhor preço” escreve o Jornal Tribuna de Macau. A empresa Royalex publicou um anúncio para comprar notas comemorativas do ano da serpente, do dragão e da flor de lótus. Noutro título: “pela justiça social de género”, uma reportagem sobre o Dia Internacional da Mulher que se comemora esta sexta-feira. O jornal escreve ainda na primeira que “CSR recolhe lixo até Outubro”.

 

Na edição de hoje d’ O Clarim lê-se “Pedimos ao Espírito Santo que ilumine os cardeais”. As palavras são do Padre José Mario Mandía, capelão do Opus Dei em Macau. Na primeira do semánario ainda a história de Francisco Vieira de Figueiredo, “um português no Extremo Oriente”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Post Daily escreve que o Governo deseja garantir uma normal circulação de moeda. É a reacção das autoridades depois da empresa Royalex ter posto anúncios em jornais a dizer que paga valores elevados por notas comemorativas. Em foco também as sanções impostas à Coreia do Norte pelas Nações Unidas.

 

O tribunal decide pelo leilão das acções da companhia Viva Macau. O tema faz a manchete do Business Daily. As acções pertencem ao accionista maioritário Eagle Airways Holdings, Ltd.. O económico conta ainda que o presidente do comité de auditoria da Amax Holdings Ltd “resignou por razões pessoais” menos de seis meses depois de ter assumido o cargo.

 

Na primeira página do Macau Daily Times o grande destaque vai para o Dia Internacional da Mulher e uma entrevista com a Irmã Juliana Devoy. Na manchete lê-se que “31 filipinos morreram no Borneo, na Malásia”, na sequência do conflito entre o exército e grupos rebeldes. O jornal dá ainda conta das declarações de Zhang Dejiang, vice-primeiro-ministro, que relembra que Macau deve diversificar e estar preparado para o inesperado.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

A prioridade é, para Zhang Dejiang, a segurança. As palavras do ainda vice-primeiro-ministro, dado como a o futuro número dois a hierarquia chinesa, fazem a manchete da edição de hoje do South China Morning Post. O diário conta ainda que as mulheres chinesas estão no “topo” em termos mundiais no que respeita à liderança de negócios. Uma sondagem mostra que há mais mulheres na China com cargos de liderança do que em outras economias.

 

O China Daily escreve que o sonho da estação espacial está perto. Um sonho, que avança o diário, pode acontecer dentro de dois anos. O China Daily dá conta ainda das palavras do vice-primeiro-ministro, Zhang Dejiang: “políticas em Hong Kong e Macau não vão mudar”.

 

No The Standard em chamada de capa lê-se que o gigante da moda sente a ira online. Trata-se da marca francesa Louis Vitton que enfurece cibernautas depois de pedir compensações a empresas locais por terem violado direitos da marca.