Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Wen Jiabao quer China unida aos “compatriotas de Macau e HK"
Terça, 05/03/2013

 

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabo, sublinhou hoje a necessidade da preservação dos princípios que diferenciam as regiões administrativas especiais: “um país, dois sistemas”, Macau e Hong Kong “governados pelas suas gentes” e com “um alto grau de autonomia”.

 

Wen Jiabao falava durante o discurso de abertura da 12ª sessão da Assembleia Popular Nacional. Na última intervenção enquanto líder do Governo Central, Wen Jiabao pediu à China que se una aos compatriotas de Hong Kong e de Macau para manter a prosperidade e a estabilidade nas duas regiões administrativas especiais.

 

Na reacção ao discurso de Wen Jiabao, Chui Sai Peng não se mostrou surpreendido com a breve referência a Macau e a Hong Kong. O delegado de Macau à Assembleia Popular Nacional achou um acto de delicadeza em relação à futura liderança.

 

“Neste relatório, a última parte é de sugestões, não é de medidas. Portanto, não espero que as sugestões sejam muito longas e acho que fez muito bem. É muito delicado que tenha deixado espaço ao novo Governo, para tomar as medidas que quiser. A tendência é esta. Não vai haver mudanças."

 

O também deputado à Assembleia Legislativa acredita que Macau vai beneficiar com o facto de ter Xi Jinping enquanto Presidente da China. Chui Sai Peng recorda que o secretário-geral do Partido Comunista Chinês acompanhou, nos últimos anos, as pastas das duas regiões administrativas especiais.

 

“Acho que ele está cá há tempo suficiente para saber qual é a situação em Hong Kong e em Macau. Isso vai dar certamente mais garantias às pessoas de Macau de que ele sabe o que se passa e que tem ideias sobre como tornar Macau ainda melhor”, defendeu.