Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Las Vegas Sands admite ter violado a lei norte-americana
Domingo, 03/03/2013

A Las Vegas Sands admite que pode ter violado a lei dos Estados Unidos que proíbe o suborno de entidades oficiais estrangeiras. A possibilidade é reconhecida pela empresa num documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários norte-americana.

 

Numa declaração de apenas um parágrafo enviada na sexta-feira à agência federal americana,  a Las Vegas Sands afirma que, depois da auditoria anual à situação financeira e patrimonial da empresa, o comité que fez o relatório “alertou que chegou a determinadas conlusões preliminares, incluindo que houve prováveis violações da contabilidade, dos registos e também as disposições internas de controlo da Lei americana Anti-Corrupção no Exterior.

 

Citando uma fonte anónima, o Wall Street Journal avançou este sábado que as conclusões da auditoria estão relacionadas com negócios na China conduzidos por executivos da Las Vegas Sands que já não estão na empresa.

 

A investigação interna da Las Vegas Sands seguiu-se à investigação lançada pela Comissão de Valores Mobiliários norte-americana, depois do antigo CEO da Sands China, Steve Jacobs, ter processado a empresa no Nevada, em 2010. Jacobs acusa a concessionária de o ter despedido sem justa causa, e lança várias acusações, entre as quais alegadas tentativas de tráfico de influências da Sands junto do Governo de Macau.

 

Mesmo que admitindo violações à lei, a Las Vegas Sands afirma no comunicado desta sexta-feira que, com base na auditoria interna, e no que os advogados da empresa consideram, as conclusões a que agora chegaram não terão impacto financeiro nem vão forçar uma revisão de resultados anteriores.