Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 22/01/2013

Na imprensa de Macau em língua chinesa, os títulos principais de hoje fazem-se com casos de polícia: assaltos a residências e abusos de animais. Os jornais de Macau em língua portuguesa destacam a falta de médicos, o excesso de burocracia que impede contratação de docente e, também, a negociação em torno do salário mínimo. Nos jornais de Hong Kong, além da tomada de posse de Barack Obama, estão em foco planos do governo de CY Leung para o ambiente e para a educação.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

No Va Kio, há um caso de polícia a dominar a primeira página: autoridades de Zhuhai detiveram um homem que é suspeito de, pelo menos, estar envolvido em 11 casos de assaltos a habitações em Macau. De acordo com o jornal, o homem foi entregue às autoridades policiais da RAEM.

 

Em foco, também, os trabalhos da 2ª Comissão Permanente da Assembleia Legislativa: deputados prevêem que a “Lei de Segurança Alimentar” vai ser apreciada após o Ano Novo Chinês. Sobre esta matéria, o Va Kio informa, ainda, que “vai ser instalado um laboratório para fiscalização de alimentos no novo mercado abastecedor”.

 

Com menor destaque, há mais casos de polícia nesta primeira página: a PSP deteve cerca de 40 indivíduos numa vistoria destinada ao combate à criminalidade; de acordo com o jornal, quatro mulheres são suspeitas de imigração ilegal, excesso de permanência e posse de cartão de identificação falsificado.

 

Espaço, ainda, para o deputado Chan Meng Kam que acusa o Governo de não conseguir estabilizar o preço dos produtos – a taxa de inflação terminou 2012 nos 6,11 por cento.

 

O jornal Ou Mun tem hoje a primeira página dominada por uma notícia de abuso de animais: um homem, apresentado como “caçador de cães”, apanhava animais em estaleiros de obras, sobretudo em Coloane, e comia-os. O jornal cita a Anima, a associação protectora dos animais, que dá ainda conta de armadilhas para animais, que, em muitos casos, fazem com que tenham que ser amputados. A associação pede leis e penas pesadas.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

No canal chinês da Rádio Macau, a Ou Mun Tin Toi, a notícia que marca esta manhã informa que o deputado Ng Kuok Cheong questiona, em interpelação escrita ao Governo, “a falsa consulta pública” do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais sobre o plano de construir um complexo turístico no lago Sai Van.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Um Governo, poucos médicos”, lê-se na manchete do jornal Hoje Macau. “Profissionais do sector médico apontaram que o número de profissionais a exercer no sector privado é suficiente, contudo, no serviço público, estes ainda escasseiam.”

 

Outros títulos desta edição: “Pornografia e prostituição – Deputado pede responsabilidade ao Governo”; “Acidentes de aviação – AACM vai começar a investigar”; “Reciclagem – DSPA quer segunda vida para o vidro”, e “Liga de Elite – Monte Carlo aponta para Maciel.”

 

O Jornal Tribuna de Macau titula na manchete que “Burocracia atrasa contratação de professora de ensino especial – alunos de língua portuguesa estão sem docente desde 2010”.

 

A dividir as atenções nesta primeira página está, ainda, a notícia de que “Produtos alimentares e habitação pesaram mais de 73 por cento na inflação em 2012”.

 

Outros títulos: “Kwan Tsui Hang confirmada como candidata dos Operários a mais um mandato na AL”; “Macau quer eliminar até um quarto dos veículos em circulação em dois anos”, e “Designer Barbara Diaz mostra colecção de silhuetas com toques do horizonte de Macau".

 

“Mínimos como estão”, escreve o Ponto Final no título principal da edição de hoje. “A Associação Comercial de Macau, que este ano comemora um século de existência, aceita a introdução do salário mínimo. Desde que “o valor proposto não seja muito diferente do que já é praticado”, alerta Vong Kok Seng, vice-presidente da instituição”, em entrevista ao jornal.

 

No outro destaque, o Ponto Final tem uma declaração do Chefe do Executivo: “Garantir que os bebés têm leite”. “À partida para Pequim, em busca de autorização para um novo posto fronteiriço, Chui Sai On reconheceu a escassez em Macau de “algumas marcas de leite em pó, fornecidas pelo hospital quando nasce um bebé”.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Macau Daily Times destaca hoje que “Advogados de Bo Xilai são próximos do Partido Comunista Chinês”.

 

No segundo maior destaque desta edição, o Daily Times tem um poema intitulado “Are We Moving”, uma alusão à notícia de que “Professores e estudantes da Universidade de Macau vão lançar trabalhos de poesia”.

 

“A inflação aumenta pelo quarto ano consecutivo”, lê-se na manchete do Macau Business Daily, que destaca, ainda, as garantias de Chui Sai On quanto à escassez de leite em pó para crianças, e, também, Franco Dragone, que nega acusações de “fraude fiscal”.

 

O Macau Post Daily Independent destaca que “Chui Sai On vai abordar as questões transfronteririças em Pequim". Sobre o Chefe do Executivo, o jornal acrescenta que Chui garante um fornecimento estável de leite em pó.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post tem no maior destaque da edição de hoje os planos do governo de Hong Kong para o ambiente: “3 mil milhões de dólares para resolver a crise da gestão dos resíduos da cidade”. Trata-se de um montante a investir ao longo dos próximos sete anos.

 

Ainda em grande o apelo feito por Barack Obama, que ontem tomou posse para um segundo mandato como presidente: “Há que aproveitar o momento, diz Obama diz aos Estados Unidos”.

 

No jornal The Standard, apenas uma notícia na primeira página: “Dor de cabeça jurídica por causa de vagas nas escolas”. De acordo com o diário, a ideia de dar prioridade às crianças locais do Northern District nas escolas primárias “está a tornar-se num grande desafio para a administração de CY Leung”.

 

Quanto ao China Daily, o jornal oficial chinês em língua inglesa escreve na manchete que “Base de dados dá esperança a crianças raptadas” – referência para uma iniciativa que permitiu a “milhares de crianças voltarem ao seio das suas famílias, graças a uma base de dados de  ADN de nível nacional”, isto de acordo com o director do grupo de trabalho encarregue de lidar com o tráfico humano no Ministério da Segurança Pública.

 

Também em foco está a tomada de posse de Barack Obama: “Uma era de grandes expectativas”, titula o China Daily, que mostra o presidente norte-americano a prestar juramento perante o olhar atento da mulher, Michelle Obama.