Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Fernando Gomes: Consulado de Cantão pode abrir este ano
Sábado, 19/01/2013

O consulado de Portugal em Cantão pode abrir ainda este ano, avançou à Rádio Macau o presidente do Conselho Permanente das Comunidades Portuguesas, Fernando Gomes.

 

“A ideia era ter esse consulado ainda este ano porque o relacionamento entre Portugal e a China faz 500 anos. Está programado, vamos ver se diplomaticamente é possível, em termos de agenda, a visita do Chefe de Estado à China”, disse, acrescentando que a deslocação de Cavaco Silva e a possibilidade de o Presidente da República poder inaugurar o consulado na capital provincial de Guangdong “seria juntar o útil ao agradável”.

 

Sobre a actividade da diplomacia portuguesa, Fernando Gomes – o convidado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista – deixou críticas à actuação do cônsul de Portugal em Macau.

 

“O papel do cônsul poderia ser mais de interface, de aproximação. Somos todos portugueses, acima de tudo”, defendeu, referindo-se às comunidades portuguesa, macaense e à de residentes de etnia chinesa portadores de passaporte português. “É bom que se diga isso – não deve haver uma discriminação. Naturalmente, do ponto de vista cultural e linguístico há diferenças, as preocupações e ambições são diferentes, o que é válido, é mesmo assim. Mas essas três comunidades abraçam e sentem Portugal no coração – não há dúvidas.”

 

Neste contexto, prosseguiu, “cabe ao cônsul tentar com que haja uma aproximação à pátria, ao país. Esse é o papel do cônsul, porque defende de uma forma isenta Portugal”. Para Fernando Gomes, este papel tem sido desempenhado de forma “insuficiente”. “Espero que o próximo cônsul possa trazer um acrescento. Penso que foi insuficiente”, sublinhou, sobre a prestação de Manuel Cansado de Carvalho, que deixa Macau no próximo mês.   

 

A entrevista a Fernando Gomes pode ser ouvida neste site.