Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Cheques começam a ser distribuídos em Abril
Sexta, 18/01/2013

Os cheques do programa de comparticipação pecuniária começam a ser distribuídos pela população em Abril. De acordo com o Jornal Tribuna de Macau, que cita fonte do Gabinete do Chefe do Executivo, Chui Sai On ainda não assinou o despacho que dá início à distribuição, mas o dinheiro começa a chegar aos residentes na mesma altura do ano passado.

 

São 8.000 patacas para residentes permanentes e 4.800 para não permanentes, dinheiro que será distribuído entre o segundo e o terceiro trimestre.

 

Os cheques da comparticipação pecuniária, como o programa é chamado, serão enviados a cada residente num prazo que se estende por 10 semanas a contar a partir de Abril.

 

Se tudo acontecer como nos anos anteriores, os primeiros a receber as patacas são os beneficiários do Instituto de Acção Social, os bolseiros dos Serviços de Educação e os residentes com pensão de sobrevivência; depois, será a vez dos pensionistas. Estes dois grupos recebem o montante por transferência bancária. De seguida, são os funcionários públicos que recebem o dinheiro por transferência automática, e, logo depois, os residentes com 65 anos ou mais começam a receber os cheques, sendo os restantes enviados conforme a data de nascimento.

 

Esta será a sétima vez que o Governo de Macau distribui dinheiro pela população, uma medida que surgiu, como provisória, em 2008.

 

Este ano há um aumento em relação aos valores do ano passado, que foram de 7.000 patacas para residentes permanentes e 4.200 para não permanentes.

 

Apesar de criticada, a distribuição de cheques é também defendida como forma de ajudar a população a enfrentar o aumento do custo de vida.

 

Quando apresentou as linhas de acção governativa, em Novembro do ano passado, o Chefe do Executivo disse que o plano de ajuda pecuniária é para continuar “sempre que houver saldo positivo nos cofres do Governo”.