Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Carlos Couto: Metro não resolve problemas dos residentes
Sábado, 08/12/2012

O metro ligeiro de Macau não vai resolver os problemas dos residentes, considera o arquitecto Carlos Couto. Especialista em urbanismo, o entrevistado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista não gosta da opção adoptada para o metro – numa cidade de ruas estreitas e com falta de espaço, a melhor solução seria “o metro andar debaixo do chão”.

 

“Sempre disse isso. Não faz sentido algum, hoje em dia, estarmos a construir uma solução igual ao Sky Train de Banguecoque. Vamos ter uma auto-estrada com dez metros de largura, de betão, em cima das nossas cabeças. Isto em Macau é grave”, vinca.

 

Carlos Couto entende que se poderia ter adoptado uma solução para a Taipa e outra para Macau. “Na Taipa, a cidade que cresceu ali é uma cidade nova, com outra dimensão, já é possível ir para soluções dessas que são mais baratas. Dentro de Macau, as soluções deviam ser de outra natureza – mais caras, tecnicamente mais difíceis, mas não é nada que não se faça. Faz-se em tudo o mundo, porque é que Macau não faz?”, lança. “Macau não tem dinheiro? Não, até tem. Tem aquilo que os outros não têm. Tínhamos todas as condições para fazer uma obra decente”, sublinha Carlos Couto.