Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Macau assina três protocolos com município de Cantão
Terça, 04/12/2012

Os Governos de Macau e de Cantão assinaram hoje três protocolos nas áreas dos produtos agrícolas, indústrias culturais, e convenções e exposições, durante uma reunião que se realizou no território. O encontro serviu também para se fazer um balanço dos trabalhos de cooperação levados a cabo nos últimos tempos, com as duas partes a demonstrarem-se satisfeitas com os resultados obtidos, segundo indica nota à imprensa do Gabinete para o Secretário para a Economia e Finanças.

 

Um dos protocolos assinados tem que ver com trabalhos feitos este ano. Macau já importa bens alimentares de Nansha – a ideia é, para o ano, estimular o intercâmbio entre operadores do sector e promover a produção estável de alimentos neste distrito do município de Cantão, para que sejam enviados para a RAEM.

 

Francis Tam assinou também com a delegação de Cantão uma carta de intenções na área das indústrias culturais. A prioridade é a cooperação na inovação, investigação, concepção científica, tecnologia, educação e formação. A criação cultural e a produção cinematográfica também constam desta carta de intenções.

 

Depois, os governos de Cantão e de Macau prometem apoiarem-se mutuamente nos principais projectos na área das convenções e exposições que se realizam em 2013. Ao todo, são cinco projectos, entre eles a Feira Internacional de Macau e a Feira Internacional de Alimentos e Ingredientes de Cantão.

 

A reunião serviu ainda para falar de Nansha, com Macau e Cantão a definirem formas para que esta zona do município chinês seja a área de demonstração do Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau (CEPA). Por um lado, vai apostar-se na área das convenções e exposições, valorizando-se o facto de Macau ser a plataforma para os países de língua portuguesa. Por outro, será feito um reforço dos esforços conjuntos no turismo, sendo que faz parte dos planos a construção de um porto de cruzeiros em Nansha.

 

O encontro desta manhã decorreu na presença dos jornalistas, mas em mandarim e sem tradução. No final da reunião, foi distribuída uma nota de imprensa com o conteúdo resumido dos protocolos. Francis Tam não prestou declarações à imprensa.