Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 03/12/2012

Wan Kuok Koi faz hoje o pleno nas primeiras páginas dos jornais de língua portuguesa e inglesa publicados em Macau. Nos diários de língua chinesa, o grande destaque vai para o concurso centralizado dos Serviços de Administração e Função Pública.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O concurso centralizado de ingresso para a categoria de adjunto-técnico, promovido pelos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP), merece hoje honras de primeira página no Va Kio. O jornal fala em pouco mais de 10 mil concorrentes, dez dos quais excluídos por alegada violação dos regulamentos. O Va Kio noticia ainda que a “Ópera Cantonense” vai realizar-se em meados deste mês – há três espectáculos agendados para o Cinema Alegria e os bilhetes são postos à venda a partir de dia 5.

 

No Ou Mun, um dos destaques vai também para o concurso centralizado dos SAFP. Segundo o diário, o director, José Chu, considera que os trabalhos foram bem sucedidos e adianta que os resultados da prova de conhecimento vão ser publicados no primeiro trimestre do próximo ano. O jornal escreve ainda que as perguntas do concurso eram do estilo do programa “Quem quer ser milionário” e que os concorrentes que terminaram o ensino secundário devem ser os mais beneficiados.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

 

O Canal Chinês da Rádio Macau noticia esta manhã a criação do Grupo Interdepartamental de Estudo do Mecanismo de Protecção dos Idosos de Macau. O grupo, formalizado hoje em Boletim Oficial, é responsável pelo acompanhamento e avaliação dos desafios relacionados com o envelhecimento da população do território.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Wan Kuok-Koi, 14 anos depois.” É a manchete do Hoje Macau, que conta que o ex-líder da 14K “afirmou querer paz para a sua vida” e “viver fora da vida do crime”. O jornal escreve que os amigos lhe prometem festas, “mas Wan apenas quer festejar, pacatamente, o aniversário da sua mãe”. Destaque também no Hoje Macau para o sector da hotelaria nas Linhas de Acção Governativa para 2013: “Governo vai apostar no baixo custo.”

 

No Ponto Final, “paz e sossego”, lê-se na manchete. Uma alusão às palavras de Wan Kuok-Koi, que garante não querer afectar a estabilidade de Macau. O diário cita também Proença Branco, que assegura que “as seitas estão controladas” e “não podem vir para a luz do dia como se fazia”. Ainda em destaque no Ponto Final está o anúncio de Fernando Chui Sai On a propósito dos aumentos na Função Pública: “Chefe dá seis por cento.”

 

“Pan Nga Koi garante que não quer afectar a ‘estabilidade de Macau’.” É a manchete do Jornal Tribuna de Macau, depois da libertação do ex-líder da 14K, no sábado. Em destaque na edição desta segunda-feira está também uma entrevista a Kuan Su Kun, vice-presidente da Federação de Médicos e Saúde – “há falta de peritos para fabricação de medicamentos”, afirma Kuan, que defende também a necessidade de “internacionalizar os medicamentos chineses”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily fala no “homem de ontem”, numa referência a Wan Kuok-Koi. Analistas ouvidos pelo jornal consideram que, hoje em dia, são a “política e os negócios” que dominam os promotores de jogo e Pan Nga Koi não tem os contactos políticos certos para voltar ao topo. “Crescimento do PIB abranda no terceiro trimestre” é outro dos títulos do jornal, que destaca ainda a entrevista a Henry Lei – “Governo devia reestruturar a economia em fase de abrandamento.”

 

O desporto dita hoje a manchete do Macau Daily Times: “Etíopes varrem a Maratona de Macau.” O diário conta ainda que “um erro na pista fez com que os atletas corressem mais”. Em destaque hoje está também a visita do famoso jogador de xadrez Kasparov a Macau – uma visita que, segundo o jornal, “cobre ‘uma grande lacuna’ no seu ‘mapa geográfico’”. O Macau Daily Times destaca ainda as palavras do recém-libertado Pan Nga Koi, prometendo que vai manter-se “fora de sarilhos”.

 

“Pan Nga Koi promete que não vai afectar a segurança de Macau”, lê-se na manchete do Macau Post Daily, que publica duas fotografias sobre a saída do ex-líder da 14 Quilates. O diário destaca ainda o apelo de um grupo de representantes do sector dos autocarros de turismo, no sentido de chamar a atenção para a sobrecarga de trabalho a que estão sujeitos os motoristas destes veículos. Ainda na primeira, destaque para a condenação de Renato Seabra pelo homicídio de Carlos Castro.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve hoje na primeira página que “os pilotos são a favor de uma terceira pista no Aeroporto de Hong Kong”. Uma federação internacional conta que os seus membros se queixam de atrasos devido ao aumento do tráfego aéreo e consideram que “a actual capacidade não vai ser suficiente no futuro”. O jornal noticia ainda os “condutores encurralados no túnel” que ruiu numa via rápida do Japão. O diário explica que foram encontrados cinco corpos carbonizados. Ainda na primeira página do South China Morning Post destaque para o aviso de um conselheiro do Governo, na área laboral: a introdução de um horário de trabalho semelhante ao que vigora no Ocidente “pode perturbar a economia de Hong Kong, deixando-a na mesma confusão que a Grécia ou a Espanha”.

 

O Instituto Confúcio está hoje em grande destaque no China Daily, que diz que a instituição “vai além fronteiras”. O jornal explica que há uma “lição global” a tirar, quando se vai mais longe, para “fazer um mundo de diferença”. Também em destaque no diário oficial chinês está a economia: “Investidores americanos escolhem ficar.” Um especialista da consultora Ernst & Young considera que, na China, “ainda há oportunidades de expansão para as empresas”. Destaque ainda no China Daily para uma reportagem sobre saúde: “Ambulâncias perdem tempo à procura de camas”, devido à “falta de coordenação entre os hospitais”.

 

No Standard, é também a saúde que merece destaque na edição de hoje. “Cuidado com os caranguejos”, escreve o jornal, acrescentando que “comer muitos ‘pode levar a uma falha nos rins’”. É um aviso de um perito de Hong Kong em medicina chinesa, depois do caso de um homem de 25 anos internado em Xangai.