Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Negócios: Renova às cores chega a Macau
Quinta, 22/11/2012

A partir de hoje, a Renova está representada em Macau com um produto que tem dado muito que falar pelo mundo inteiro – o papel higiénico às cores, um produto de luxo lançado pela empresa portuguesa.

 

Margarida Vila-Nova e Ivo Ferreira, os proprietários da Mercearia Portuguesa, são os representantes da Renova no território. “A Renova piscou-nos o olho e nós aceitámos o desafio, pela sofisticação, pela modernidade, por ser um ícone de design e de luxo. Acreditámos que Macau seria um mercado muito interessante a explorar”, explica Margarida Vila-Nova.

 

O papel higiénico está disponível em todas as cores – à excepção da opção branca, o clássico que todas as marcas produzem. São cores para combinar com diferentes ambientes: rosa, vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, roxo, castanho e preto, o papel que mais impacto teve pelo factor novidade.

 

Em comparação com produtos do género, o papel da Renova é caro: em embalagem de plástico, três rolos custam 98 patacas, sendo que o preço dispara para 148 patacas se vierem em caixa de cartão.

 

“Por todo o lado vemos coisas caríssimas. Havia esta estigmatização do papel higiénico mas, a partir do momento em que se destrói, e se as pessoas que fazem por ter qualidade de vida tomam opções tão curiosas, não sei por que não podem melhorar as suas vidas ao utilizarem este papel”, aponta Ivo Ferreira.

 

Para já, o produto está à venda em duas lojas de produtos criativos, a C-Shop e a MO Design, mas o objectivo é chegar a restaurantes, hotéis e casinos. Os empresários sabem, no entanto, que é difícil competir com fornecedores que têm preços mais baixos. “O que nós queremos perceber é se funciona neste sítio do mundo, num mercado em que estas pessoas têm dinheiro para pagar o luxo. Em Tóquio tem sido um sucesso absoluto.”

 

Ivo Ferreira sublinha que o papel da Renova é um símbolo de sucesso da exportação portuguesa – o papel preto é mesmo um ‘case study’ analisado nos cursos de Gestão de universidades norte-americanas.

 

O lançamento do papel higiénico colorido da Renova em Macau coincide com o primeiro aniversário da Mercearia Portuguesa, loja vocacionada para produtos mais tradicionais.