Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Deputados lançam fortes críticas ao Governo depois das LAG
Segunda, 19/11/2012

Os deputados estão insatisfeitos com o Governo. No primeiro plenário depois do Chefe do Executivo ter apresentado, na Assembleia Legislativa, as Linhas de Acção Governativa para 2013 (LAG), voltaram a ouvir-se fortes críticas aos governantes.

 

No período de intervenções antes da ordem do dia, Chan Meng Kam acusou o Executivo de fechar os olhos aos problemas antigos, como a construção do novo hospital. Para o deputado é ainda necessário que a Administração adopte uma nova mentalidade. “O Governo deve, antes de mais, reconhecer a existência dos velhos problemas, que continuam por resolver, e promover igualmente, junto dos funcionários públicos dos mais diferentes níveis, a adopção de novas mentalidades, soluções e mecanismos.” Para Chang Meng Kam, só com a criação de “novos regimes”, para “ultrapassar os problemas velhos e novos”, o Executivo pode seguir com o princípio “de melhor servir a população”.

 

Chan Meng Keng criticou ainda as políticas ineficazes para os transportes públicos. Uma preocupação que é partilhada pelo deputado Ho Ion Sang, que deixa ainda um alerta: “a indignação dos residentes em relação aos problemas de trânsito não vai desaparecer com o fim do Grande Prémio, pois trata-se de uma indignação acumulada, devido às dificuldades em se apanhar um autocarro ou em se encontrar um lugar de estacionamento perto dos restaurantes, num espaço cada vez mais limitado (...) a população está desgostosa com a Governação, situação que, a longo prazo, só conduzirá ao enfraquecimento da credibilidade do Governo”.

 

Mak Soi Kun também destaca a insatisfação popular, “perante o caos do trânsito”. “Alguns residentes entendem que o Governo só combate os sintomas e nunca a doença, pois só actua quando os acidentes acontecem, e não envida esforços para evitá-los.”

 

Melinda Chan esteve entre o leque que não poupou críticas à governação. A deputada pede ao Governo que cumpra a promessa de criar medidas que resolvam os problemas mais graves da sociedade a longo prazo. “Nas LAG para 2013, o Chefe do Executivo sublinhou que a Administração irá envidar esforços especialmente nas áreas da segurança social, saúde, educação e habitação (...) mas ainda urge implementar mecanismos eficientes e de longo prazo que substituam os provisórios”, disse, acrescentando que “só assim será garantido o bem-estar” da população.