Em destaque

20 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2173 patacas e 1.1350 dólares norte-americanos.

AIPIM pede igualdade no acesso a informação do Governo
Quarta, 14/11/2012

A Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM) pede tratamento igual no acesso à informação do Governo para jornalistas de língua chinesa e portugesa. O pedido consta de uma petição entregue hoje ao Chefe do Executivo.

 

De acordo com o presidente da associação, Paulo Azevedo, jornalistas de língua chinesa e portuguesa devem ser tratados da mesma forma, diz a Lei Básica, mas isso nem sempre acontece. Em declarações à Rádio Macau, Azevedo explicou que “aquilo que temos verificado ao longo dos tempos é que há documentos e apresentações feitas na língua chinesa e as traduções para os jornalistas de língua portuguesa não são dadas, ou são dadas demasiado tarde. Há casos em que foi preciso esperar dois ou três dias. São situações que consideramos absolutamente inaceitáveis.”

 

Paulo Azevedo acredita que o problema pode ser ultrapassado, mas pede rapidez: “Já pedimos por várias vezes, temos tido a garantia de que vai haver um maior esforço nesse sentido. Não duvidamos das boas intenções do Governo, mas os atrasos para que estes obstáculos sejam ultrapassados estão a causar dificuldades aos nossos camaradas de profissão.”