Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 09/11/2012

O 18º Congresso do Partido Comunista Chinês arrancou ontem e está a marcar a actualidade informativa. Os jornais locais e da região vizinha fazem hoje as manchetes com partes do discurso de abertura do presidente chinês, com especial ênfase para as palavras de Hu Jintao sobre Macau e Hong Kong.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio coloca em grande plano o discurso do presidente Hu Jintao na abertura do 18º Congresso do Partido Comunista Chinês. O destaque neste diário vai para as palavras sobre Macau e Hong Kong: Hu garantiu que o Governo Central “irá seguir rigorosamente a Lei Básica” e também “impedir qualquer intervenção externa nos assuntos” das duas regiões. Outro tema na primeira do Va Kio é a colisão entre duas embarcações, um barco de pesca de Macau e um navio de mercadorias do Panamá. Os oito pescadores foram resgatados.

 

O Ou Mun dá conta das alterações ao trânsito no período do Grande Prémio. As 12 carreiras de autocarros públicos que passam pelo Terminal Marítimo vão ser temporariamente desviadas para o Fórum Macau. Para este ano, as “autoridades prevêem mais engarrafamentos”.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz, nesta manhã informativa, que a deputada Kuan Tsui Hang insiste com o Governo para que seja fixada a data de implementação do Fundo de Previdência Central. A rádio noticia ainda que o Ministério Público concluiu as investigações preliminares de cinco casos de tráfico de droga, estando os seis suspeitos presos a aguardar julgamento.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau escreve no título principal “mãos à obra”, dando ênfase ao urbanismo. O advogado Manuel Andrade Neves, especialista em ordenamento do território, diz que Governo precisa de “visão de futuro”. Outro tema em destaque na primeira é o 18º Congresso do Partido Comunista Chinês. O jornal sublinha o alerta do presidente para os perigos da corrupção.

 

“Transição em marcha na China”, titula o Jornal Tribuna de Macau, na fotografia de primeira página que remete para o arranque do congresso nacional do PCC. O matutino destaca ainda os 110 anos do da presença do Banco Nacional Ultramarino nesta parte do globo. A instituição garante que “vai estar na expansão da zona de aterros entre as ilhas da Taipa e Coloane de uma forma muito significativa”.

 

O Ponto Final destaca as “metas da renovação” – justiça social, oportunidades iguais, regras justas e combate a corrupção. Objectivos que foram discutidos no congresso do PCC. Na manchete deste jornal lê-se que “todos devem estar no conselho”. José Chui Sai Peng defende um futuro Conselho de Planeamento Urbanístico “alargado” e uma direcção de serviços só para o ordenamento do território.

 

O Clarim recorda as eleições presidenciais nos Estados Unidos. O semanário, ligado à igreja, escreve que o “Papa felicita Barack Obama”. Em foco também a área da justiça, com o título “lei e ordem”. O Procurador de Macau, Ho Chio Meng, “quer justiça mais rápida e eficaz”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

A manchete do Business Daily diz “carência de escritórios”. Há apenas 23 edifícios para escritórios em Macau, sublinha o económico. O especialista em mercado imobiliário, Jeff Wai, alerta que metade destas instalações “fica abaixo dos padrões internacionais”. Uma situação que está a gerar uma “espiral inflacionária”. Noutro destaque lê-se que alguns trabalhadores da construção civil do Sands Cotai Central reclamam salários em atraso há mais de um ano. 

 

O Macau Daily Times mostra uma fotografia da reunião magna, com os membros do Partido Comunista Chinês alinhados. No título lê-se que “Hu Jintao rejeita apelos à reforma política”. O diário falou ainda com alguns deputados e analistas, qur fizeram uma antevisão das Linhas de Acção Governativa. 

 

No Macau Post o título principal é “presidente exorta à total e completa implementação do princípio, um país dois sistemas”. Realçando a parte do discurso sobre Macau e Hong Kong, o matutino escreve que Hu Jintao “promete uma democracia ordenada e alerta para as interferências do exterior”. Ainda na primeira, a notícia de que a capital do Vietnam, Hanói, ganha corrida para organizar os Jogos Asiáticos de 2019.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post destaca o discurso do presidente chinês no 18º Congresso do Partido Comunista, lendo-se na manchete que “Hu define meta de duplicação do crescimento económico até 2020”. O matutino sublinha ainda que o também secretário-geral do Partido Comunista Chinês “desapontou aqueles que anseiam por uma reforma política”.

 

“Hu estabelece o caminho para o futuro”, é a manchete do China Daily. O jornal dá igualmente grande destaque ao Congresso do Partido Comunista Chinês. “Ecologia e combate à corrupção são prioridades na agenda do partido”, escreve ainda o matutino.

 

O Standard fala de um “aviso suave contra separação”. O diário coloca também em grande plano o discurso de Hu Jintao, mas focando as declarações sobre Hong Kong. O Standard realça a parte em que o presidente chinês falou em “dignidade” e “glória” dos residentes de Hong Kong e apelou a uma “vigilância contra interferências externas”.