Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 01/11/2012

O regresso do Chefe do Executivo à Assembleia Legislativa, no dia 13, para a apresentação das Linhas de Acção Governativa e a venda do campo de golfe Caesars dividem as atenções da imprensa local. Em Hong Kong, os destaques são feitos com a falta de vagas nas escolas primárias internacionais e uma disputa familiar em torno de um famoso restaurante.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio dá conta de que as autoridades vão fundir, neste domingo, as paragens de autocarros da Rua da Ribeira do Patane, da Avenida do Almirante Lacerda e do Pavilhão Desportivo do Tap Seac. As Linhas de Acção Governativa para o ano de 2013 também são tema de primeira página, com o jornal a escrever que o Chefe do Executivo faz a apresentação do relatório na Assembleia Legislativa, no dia 13 de Novembro.

 

Dois temas que são também destacados pelo Ou Mun. Além destes, o matutino refere ainda que a polícia deteve um indivíduo, suspeito de roubo e de violação a uma estudante universitária. A vítima estava a passar junto às casas de banho públicas na Estrada Governador Albano de Oliveira, na Taipa, quando foi atacada e violada. O suspeito fugiu mas foi rapidamente identificado pelas autoridades.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz, nesta manhã informativa, que Macau vai ter um novo canal para o abastecimento de carne de porco congelada. A Rádio noticia ainda que, a partir do próximo mês, o Governo vai começar a atribuir o subsídio aos moradores do edifício Sin Fong Garden.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau destaca “um bando de maltratados”, por causa das declarações de Ho Ion Sang sobre a classe média. Numa entrevista ao Hoje, o deputado afirma que “o Governo pouco ou nada tem feito para salvar aquilo que considera ser o pulmão da sociedade”. Ho Ion Sang defende medidas para que o comportamento económico da classe atinja níveis internacionais. Em grande plano na primeira está ainda a equipa de Macau de Hóquei em Patins, que “chega ao nono título” asiático.

 

O Jornal Tribuna de Macau dedica a edição de hoje ao seu aniversário. Na primeira lê-se apenas 30 anos, em letras grandes. Lá dentro, as primeiras páginas são preenchidas pela história do matutino e por algumas das imagens mais marcantes do percurso deste jornal de Macau.

 

“Reforço na saúde” é a manchete do Ponto Final. Macau deve receber este ano mais quatro ou cinco médicos portugueses, que irão reforçar as especialidades de obstetrícia, ginecologia e cirurgia geral. Depois dos dez que já tinha chegado, “só faltam agora os cardiologistas”. Na fotografia lê-se: “pioneiros em West Kowloon”, a propósito do Clockenflap. O festival de música está de volta no próximo mês com nomes como Primal Scream, De la Soul, Tiga, Azealia Banks e Lucy Rose.

 

O Clarim questiona “primavera?” em cima de um fundo com a fotografia vencedora do concurso deste ano da World Press Photo. O jornal realça que a “intolerância árabe vence as últimas três edições” do prémio fotográfico. O semanário destaca ainda o edifício Koi Fu: “dinheiro não chega a todos” e “degradação do prédio residencial revela o lado negro da RAEM”. Ainda espaço na primeira para a arquitectura: “alunos de Estugarda e de Macau debatem anteprojecto dos novos aterros”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily diz, em manchete, “golfe para jogo, a esperança para o COTAI”. O económico dá conta de que vários empresários locais estão interessados em comprar o Caesars Golf Macau – um campo de golfe de 70 hectares na Strip do COTAI. Se houvesse uma mudança da finalidade do terreno, o Caesars poderia oferecer, por exemplo, até tês vezes da área já desenvolvida do Venetian. Mas há um analista que pensa que os investidores estão agora mais interessados na compra dos lotes 7 e 8 do COTAI, ja destinados ao jogo e ao lazer. O Business Daily diz ainda que os preços das casas atingiram um novo recorde em Setembro. A mediana subiu 1,3 por cento face a Agosto, fixando-se quase nas 63 mil patacas por metro quadrado.

 

“Caesars identifica comprador para terreno no COTAI”- o Macau Daily Times faz também manchete com a venda do campo de golfe. Noutro destaque, o diário escreve que subiram os lucros da MGM China. E noutro título de primeira página lê-se que a “Coreia vai construir uma cidade casino no Incheon que vai ter três vezes o tamanho de Macau”. A fotografia faz referência a um apelo de um think tank chinês, para que se coloque “um ponto final na política do filho único”.

 

A notícia principal do Macau Post refere que é a partir de hoje negada a entrada em casinos a menores de 21 anos. A lei que aumentou a idade mínima de 18 para 21 anos entrou em vigor à meia-noite. O matutino sublinha ainda que a direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos enviou funcionários para a rua para darem a assistência necessária aos casinos, no primeiro dia de transição.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

“Crise assombra escolas primárias internacionais”, é a manchete do South China Morning Post. O chefe para a educação admite que a cidade, em 2016, enfrentará a falta de 4,200 lugares. A escassez de vagas vai atingir, sobretudo, os expatriados e quem planeie mudar-se para Hong Kong. Este é a primeira vez que o Gabinete para a Educação reconhece que a procura vai exceder a oferta nos próximos anos. Na fotografia lê-se: “de volta ao trabalho”. O mayor da cidade de Nova Iorque, Michael Bloomberg, visita o edifício da bolsa no primeiro dia de negociações, depois da passagem do furacão Sandy.

 

O China Daily escreve nas grandes: “proposta pode ser base para a paz”. Uma proposta da China sobre a crise na síria, que fala de “de região em região e de passo a passo,” pode ser adoptada pelo enviado das Nações Unidas. Pequim aconselha a “criação de um Governo de transição” e um “cessar-fogo gradual” para se acabar com a violência, diz o matutino. O rasto de destruição da tempestade Sandy também está bem patente na fotografia publicada na primeira página deste jornal.

 

O Standard destaca uma luta em torno de um restaurante. Os dois filhos do dono do restaurante Yung Kee, famoso pelo prato de ganso assado, prometem abrir um novo estabelecimento de comidas, depois de terem perdido uma batalha judicial contra o tio. O Tribunal Superior rejeitou um pedido para o encerramento da sociedade financeira privada que controla o restaurante, que tinha sido interposto pelos filhos de Kinsen Kam.