Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Open de badmínton joga-se em Macau no final de Novembro
Quarta, 31/10/2012

Os grandes nomes do badmínton voltam a Macau no próximo mês. Entre 27 de Novembro e 2 de Dezembro, o território organiza pela sétima vez o Kumpoo Macau Open.

 

Este ano o torneio, com a chancela da Federação Mundial de Badmínton, decorre no Fórum de Macau e, de acordo com a organização local, conta com “o maior número de participantes” face às edições anteriores. Até hoje, inscreveram-se 320 jogadores, de 19 países ou regiões.

 

Entre os inscritos, estão nomes consagrados da modalidade como os medalhados dos Olímpicos de Londres Zhang Nan e Ma Jin, da China. Presente no Open de Macau estarão também o número um dos singulares masculinos Lee Chong Wei, da Malásia, e o indiano Taufik Hidayat, que regressa pela última vez a Macau - o medalhado de ouro dos Olímpicos de Atenas de 2004, já anunciou que vai arrumar a raqueta no próximo ano.

 

O Kumpoo Macau Open, que faz parte do grande prémio de badmínton, divide-se em cinco tipos de competições: masculinos e femininos singulares, masculinos e femininos pares e ainda pares mistos. Os jogadores vão lutar por prémios que no total valem um milhão de patacas, ainda assim, um bolo mais pequeno do que no ano passado, quando o total chegou a um milhão e 600 mil.

 

Antes de chegarem à região, os jogadores passaram por outros 13 torneios do Grande Prémio de badmínton, tendo os últimos sido realizados na Índia, na Holanda e na Alemanha.

 

Os bilhetes têm preços diferentes, dependendo das datas. Para os primeiros quatro dias custam 150 patacas e para os últimos dois, quando se jogam as semifinais e as finais, os bilhetes são de 300 patacas. Quem quiser escolher o lugar tem de pagar 400 patacas. Os descontos, de 50 por cento para residentes e de 20 por cento para não residentes podem ser conseguidos até 13 de Novembro.