Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Funcionário das Obras Públicas suspeito de corrupção
Terça, 30/10/2012

Um funcionário das Obras Públicas é suspeito de corrupção passiva e de ter beneficiado de quase dois milhões de patacas em subornos,  segundo informou, hoje, o Comissariado Contra a Corrupção (CCAC).

 

Em comunicado, o organismo de investigação afirma que o funicionário ter-se-á aproveitado do facto de ser presidente e membro de comissões de avaliação de propostas para obras públicas para receber vantagens ilícitas oferecidas por empresas de engenharia. O objectivo, acrescenta o CCAC, seria ajudar as empresas na adjudicação de empreitadas e no encobrimento de defeitos surgidos nas obras.

 

Lê-se ainda no documento que, durante a investigação, o funcionário suspeito confessou ter recebido vantagens de empresas de engenharia como contrapartida de ter prestado apoio na solução de problemas no âmbito das obras.

 

Desde 2008, o funcionário, engenheiro de formação, terá recebido subornos no valor de um milhão e 800 mil patacas.

 

De acordo com o CCAC, foram detectadas até ao momento, pelo menos, três obras públicas relacionadas no caso, envolvendo uma quantia superior a 100 milhões de patacas.

 

Acredita-se que o suspeito pedia pagamentos entre 1 e 3 por cento do valor total de cada obra. Um milhão e dizenta s mil patacas foram recebidas – as outras 600 mil, diz o comissariado, iriam ser pagas após a conclusão das obras.

 

Deste caso resultou, para já  adetenção do funcionário das obras públicas e da mulher, sendo que vários empresários e trabalhadores da construção foram chamados para interrogatório.

 

O CCAC continua a investigar o caso e não exclui o envolvimento de mais pessoas.