Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Colóquio debate identidade e futuro da comunidade macaense
Quinta, 18/10/2012

Debater a identidade e o futuro da comunidade macaense é o objectivo do colóquio que a Associação dos Macaenses organiza nos próximos dias 27 e 28. Em declarações à Rádio Macau, o presidente da associação, Miguel Senna Fernandes, explicou que se impõe uma reflexão numa altura em que Macau se prepara para mudanças significativas no futuro próximo.

 

De acordo com Senna Fernandes, “é claro que os macaenses podem, como têm feito, enfrentar o futuro a título individual”, acrescentando que, “outra postura possível” consiste em discutir e enfrentar o futuro “enquanto comunidade.”

 

Identidade, economia e política são os temas que a Associação dos Macaenses propõe debater ao longo dos dois dias de colóquio, que contará com intervenções de Leonel Alves, José Pereira Coutinho, Jorge Fão, Rita Santos e Luís Machado, entre outros nomes da comunidade.

 

A iniciativa, destaca Miguel Senna Fernandes, é inédita e fazia falta: “Muito se falou sobre nós, muitas teses, muito académico escreveu sobre a comunidade macaense, mas nós, enquanto comunidade, nunca falamos de nós. Parece que falar de nós é um tabu, na nossa comunidade. Parece que há sempre um incómodo, que, a  meu ver, não devia existir, sobretudo, tendo em conta que a comunidade vai enfrentar uma Macau que vai sofrer grandes transformações num futuro muito próximo.”

 

Entre as transformações que Senna Fernandes antecipa estão o desenvolvimento da Ilha da Montanha, do Cotai e também a transição de liderança no Governo Central, em Pequim.