Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Almeida Henriques: “Macau é estratégico para nós”
Quinta, 18/10/2012

Começou hoje no Venetian a 17ª Feira Internacional de Macau (MIF, na sigla inglesa). O certame conta este ano com uma das mais expressivas presenças de Portugal – são 63 expositores, com produtores de vinhos, azeites e queijos, mas também com representantes das indústrias criativas.

 

O pavilhão de Portugal na MIF foi visitado hoje ao final da manhã pelo secretário de Estado adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional. António Almeida Henriques diz que Macau faz parte de uma estratégia organizada.

 

“Macau é, para nós, estratégico. Não só numa perspectiva de ser uma porta de entrada, mas também numa pespectiva de consolidação neste mercado. Sobretudo para os nossos vinhos e os nossos bens alimentares, há aqui um grande espaço de penetração”, disse o governante.

 

“Por outro lado, há também uma preocupação do Governo português de participar de uma forma mais organizada neste tipo de eventos, concertando aqui esforços. Não é tão importante se é a AICEP ou outra entidade que cá está. O importante é que Portugal esteja representado de uma forma organizada”, acrescentou, justificando assim a presença, num curto espaço de tempo, de dois ministros portugueses – primeiro Paulo Portas, depois o ministro responsável pela Economia, Álvaro Santos Pereira, uma deslocação a que é agora dado seguimento por Almeida Henriques.