Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Deputados e moradores fazem duras críticas às Obras Públicas
Quinta, 11/10/2012

É um coro de críticas ao “desinteresse” da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT). Os moradores do edifício Sin Fong Garden e os deputados Ho Ion Sang e Pereira Coutinho acusam o Governo de falta de fiscalização no prédio que está agora em perigo de ruir.

 

Os Moradores estão furiosos com o Executivo. Alegam que as autoridades mostraram desinteresse face às inúmeras reclamações apresentadas nas Obras Públicas, em que diziam que as construções no estaleiro ao lado do edifício estavam a danificar a estrutura.

 

Ho Ion Sang já se deslocou ao local para ouvir as queixas dos residentes. O deputado da Associação dos Moradores critica a falta de fiscalização do Governo. “Já levantámos várias vezes este problema. É necessário conhecer-se bem o sistema jurídico, os departamentos do Governo precisam saber melhor quais são as suas responsabilidades. Por outro lado, é necessária uma responsabilização quando não são cumpridas as funções previstas. Só assim se pode ir ao encontro do conceito das Linhas de Acção Governativa e do princípio de “ter por base a população”.

 

Pereira Coutinho também esteve nas imediações do Sin Fong Garden. À rádio diz que houve “inércia” dos serviços competentes. “Aquilo que está a acontecer é o resultado da inércia, da falta de atenção e de rigor. Os moradores há mais de dois/três meses que se têm queixado [à DSSOPT] de que as obras que estavam a ser efectuadas no terreno ao lado, ligado à própria moradia, tem causado graves prejuízos aos edifícios adjacentes”.

 

Entretanto, a DSSOPT já veio afirmar “estar bastante atenta” à situação. Num comunicado refere que, por questões de segurança, foi logo “exigido ao empreiteiro do estaleiro da obra vizinha a suspensão de todas as actividades”. As Obras Públicas dizem ainda que “estão a ser implementadas medidas provisórias de consolidação” para permitir que os moradores “possam ir buscar os bens indispensáveis”. Estes serviços garantem também que irão exigir ao empreiteiro do edifício Sin Fong Garden a entrega, “com a maior brevidade possível, de uma solução para a consolidação definitiva do prédio”.

 

O Governo criou agora um centro de consulta para os moradores do Sin Fong Garden. O centro fica situado na Associação dos Moradores do Patane, na Rua da Palmeira.