Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 11/10/2012

Os jornais locais dividem atenções entre as críticas de Ho Iat Seng ao Governo e o edifício residencial da zona do patane que teve de ser evacuado por perigo de derrocada. Em Hong Kong, os matutinos acompanham o caso da morte de uma mulher depois de um tratamento de transfusão de sangue e realçam ainda o início da nova sessão do Conselho Legislativo.  

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio destaca o caso do edifício residencial Sin Fung Garden, que está em perigo de derrocada. Ontem as fissuras nas paredes provocaram a queda de pedaços de betão e investigações preliminares levaram à evacuação do prédio dos 200 moradores. O jornal diz também noutro título que a Polícia Judiciária deteve um indivíduo que fingiu ser polícia para roubar um telemóvel a um estudante. Além de roubo, o sujeito vai ainda ser acusado de consumo de droga e de outros crimes.

 

O Ou Mun também vira atenções para o edifício Sin Fung Garden. O matutino sublinha que vários moradores lançam fortes críticas às Obras Públicas. Alegam que as autoridades mostraram desinteresse face às inúmeras reclamações apresentadas. Há moradores que também apontam que são as obras nos estaleiros vizinhos que estão a causar danificações nos pilares do prédio. As Obras Públicas dizem que vão agora analisar a estrutura do edifício

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz, nesta manhã informativa, que a Federação das Associações dos Operários vai ter um novo encontro com o Chefe do Executivo. O encontro serve para Chui Sai On recolher opiniões sobre a resolução de problemas da população e dos trabalhadores, antes de anunciar as Linhas de Acção Governativa, já no próximo mês.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

Na manchete, o Business Daily diz que “impostos inesperados sobre o jogo impulsionam estimativas orçamentais”. O diário fez os cálculos e verificou que o superavit das contas públicas ultrapassou os 61 mil milhões no final de Setembro, quando a previsão do Governo para todo o ano de 2012 era de 36 mil milhões de patacas. Por dia, uma média de 223 milhões de patacas entrou nas contas da Administração entre Janeiro e Setembro. Noutro título está em destaque Ho Iat Seng, que defende “uma melhor monitorização das despesas públicas”, que faz sentido , principalmente agora, que o Governo está a investir milhões em infra-estruturas.

 

O Macau Daily Times também coloca as declarações do vice- presidente da Assembleia Legislativa em grande plano. Lê-se, no título principal, que Ho Iat Seng “reclama mais poder para a supervisão do Governo” pela Assembleia Legislativa. Na fotografia, o destaque vai para o Grande Prémio de Macau. O jornal sublinha que o evento vai custar 160 milhões e também que os pilotos japoneses vão participar nas corridas como é habitual.

 

O Macau Post escreve que 200 pessoas ficaram sem casa depois de detectadas fissuras nas paredes de um edifício residencial. O prédio de 30 andares, que fica na zona do Patane, teve de ser evacuado quando começaram a cair pedaços de betão.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

A manchete do Ponto Final refere “cheques com critério”. Idosos, portadores de deficiência e pessoas com rendimentos reduzidos deveriam receber cheques de valor mais elevado. Paul Pun, António José de Freitas e Dicky Lai reagem ao pedido das associações tradicionais para que o montante de contribuição pecuniária aumente. Na fotografia está Ho Iat Sang. O vice-presidente da Assembleia Legislativa diz que “o povo tem razão” e que a Assembleia “não tem capacidade para fiscalizar” o orçamento.

 

O Hoje Macau fala no “fim do sonho” de Rita Santos, que não é candidata às próximas eleições para a Assembleia Legislativa. O futuro passará pelo Fórum Macau onde se sente útil e focalizada em dar cada vez mais importância a Macau como plataforma entre a China e a Lusofonia. A Associação dos Trabalhadores da Função Pública já está a equacionar um sucessor. O destaque fotográfico é feito com o Grande Prémio, com o título “circo está a caminho”.

 

A manchete do Jornal Tribuna de Macau diz “Conselho Executivo actua em excesso”, - uma das críticas de Ho Iat Seng, que fala numa atitude de órgão semi-legislativo. Num balanço deste ano legislativo, o vice-presidente da Assembleia Legislativa criticou também alguma relutância do Governo quando os assessores jurídicos que trabalham com os deputados apresentam questões. Ho Iat Seng não afasta a hipótese de assumir a presidência da Assembleia. O diário realça ainda que o Governo “vai atacar” a especulação imobiliária. Amanhã vão ser conhecidas as novas medidas.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve, na manchete, que “médicos envolvidos em terapia de sangue podem enfrentar acusações”, por causa de um caso que está a abalar a região vizinha. Uma mulher morreu e outras três ficaram seriamente doentes depois de uma transfusão num centro de beleza da cadeia “Dr. Beauty”. Advogados analisam que os médicos podem ser acusados de homicídio involuntário. O jornal publica ainda a fotografia de Jasper Tsang na altura em que é eleito presidente do Conselho Legislativo. Noutra imagem estão todos os deputados da nova legislatura e numa terceira, o deputado conhecido como Long Hair mostra uma faixa plo sufrágio universal.

 

O China Daily também publica uma fotografia dos deputados da 5ª legislatura de Hong Kong. Na manchete o diário diz que “há desafios aos cuidados de saúde mental para idosos”. Especialistas sublinham que o problema tem de ser resolvido, dado que a sociedade chinesa está cada vez mais envelhecida - cerca de 13 por cento da população da China tem 60 anos ou mais.

 

O título do Standard diz na primeira que “Fundação das Escolas Inglesas está perto de acordo sobre subsídio”. A fundação está à espera de um aumento da subvenção anual para os 400 milhões de dólares de Hong Kong. O Governo congelou o apoio no ano 2000, nos 283 milhões. A fundação diz que as conversações estão a correr bem e espera um consenso antes do arranque do próximo ano lectivo. O Standard escreve ainda na primeira: “injecção de beleza causa a morte de uma mulher”. O matutino refere que o caso coloca mais pressão sobre o Governo para a regulação dos centros de beleza.