Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Alemanha satisfeita com relações económicas com Macau
Sexta, 05/10/2012

A Alemanha é a quarta fonte de importações de Macau e o principal país da União Europeia no que toca à exportação de bens e serviços para o território. A posição deixa o cônsul-geral germânico em Hong Kong e Macau satisfeito. Werner Lauk entende que existem todas as condições para que a relação possa ficar mais forte no futuro.

 

“Macau e a Alemanha têm uma excelente relação. Somos o quarto exportador para Macau, depois do Continente, de Hong Kong e dos Estados Unidos”, sublinhou o diplomata, em declarações à Rádio Macau. “Há empresas que enviam os produtos para Macau, outras que trabalham juntamente com empresas de Macau ao nível de projectos de infra-estruturas, na electricidade, mas também em grandes projectos de investimento.”

 

Quanto às áreas principais de negócio, Werner Lauk explica que são sobretudo o sector do jogo, o turismo e a hotelaria. O cônsul-geral está satisfeito com o desenvolvimento dos últimos anos e destaca que também há mais turistas a procurarem Macau como destino de férias.

 

Quanto ao futuro, há margem para uma cooperação mais próxima, até porque o território está a crescer. “Julgo que com o grande desenvolvimento, o crescimento a dois dígitos de Macau, existe potencial. Admiramos e consideramos que este desenvolvimento é muito bom – em Macau todos os parceiros podem ter uma fatia justa. O facto de, na educação e na cultura, as relações terem crescido é um sinal muito bom”, afirma.

 

Apesar do peso das exportações alemãs em Macau, a comunidade germânica não é significativa: apenas “algumas dezenas” de pessoas que trabalham sobretudo na hotelaria e no turismo.