Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 21/09/2012

A imprensa local dá ênfase à abertura do hotel Sheraton e ao anúncio do novo projecto da Las Vegas Sands, orçado em 2,5 mil milhões. Os jornais em língua chinesa realçam ainda o pedido de compensação pelos dois feriados obrigatórios que este ano calham a 1 de Outubro. Em Hong Kong, os matutinos viram as atenções para a XV cimeira União Europeia-China.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio destaca a reivindicação da Federação das Associações dos Operários, que solicita alterações na lei para que sejam previstos, explicitamente, os casos em que dois feriados obrigatórios calhem no mesmo dia, o que acontece este ano, no dia 1 de Outubro. A associação espera que o Governo trate da compensação dos trabalhadores e sugere mais um dia de férias.

 

O jornal dá ainda conta de uma confusão nas imediações do posto de gasolina, que fica perto do Jardim da Montanha Russa. Vários pregos espalhados pelo chão fizeram explodir os pneus de muitos veículos que por ali passavam. O porta-voz da polícia judiciária garante que o caso está a ser acompanhado. De Junho até Setembro pelo menos 10 condutores tiveram de lidar com este problema.

 

O Ou Mun também destaca as mesmas notícias na primeira página. O matutino escreve ainda que a polícia judiciária encontrou uma “cantina de drogas” num apartamento na zona norte, tendo detido um homem e uma mulher. As autoridades policiais encontraram instrumentos de consumo e vários tipos de droga no local. O matutino escreve também que a Associação de Comerciantes de Legumes por Grosso continua ao ataque. A associação queixa-se agora que as novas instalações do mercado abastecedor têm uma área mais reduzida, o que prejudica a importação e a exportação de mercadorias.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz, nesta manhã informativa, que a inflação “continua superior a 6 por cento”. Em Agosto, a inflação cresceu 6,46 por cento em relação aos 12 meses imediatamente anteriores. Acima do valor da inflação continuam os preços de produtos alimentares e bebidas não alcoólicas assim como os preços da habitação e combustíveis. A rádio está ainda a noticiar dois acidentes de viação, na Ponte de Amizade, que deixaram três pessoas feridas. Os incidentes ocorreram pelas 23 horas.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve em letras grandes: “sonho parisiense para o patrão da Las Vegas Sands”. O jornal diz que “não satisfeito com a abertura, ontem, do maior hotel Sheraton do mundo, em Macau, Sheldon Adelson já sonha com Paris”; o novo projecto para o COTAI inclui uma Torre Eiffel com metade do tamanho da original. Noutro destaque lê-se que "ouro caro assusta turistas, mas não por muito tempo". Apesar da subida dos preços do ouro em 2 mil patacas  em Agosto, os comerciantes “estão confiantes” no negócio durante os feriados de Outubro.

 

O Macau Daily Times destaca também o novo projecto da Sands para o Cotai. O título diz “Sands quer construir uma ‘mini Paris’ e lança projecto de 2,5 mil milhões de dólares” – o equivalente a 20 mil milhões de patacas - para a construção do novo resort. O matutino realça ainda o patrão da Galaxy Entertainment, Lui Chee-Woo, que está pela primeira vez entre os 100 mais ricos do mundo, no “ranking” da Bloomberg, ao contrário dos rivais dos casinos de Macau.

 

O Macau Post faz manchete com o Comissário Vasco Fong, que nega dar prioridades às funções de provedor, em detrimento do trabalho no combate à corrupção. Vasco Fong falava num seminário, que assinalou o 20º aniversário do Comissariado contra a Corrupção. Ainda em grande plano, na primeira página, estão as declarações  do presidente da Autoridade Monetária, Anselmo Teng, que avança estar a ser estudada a possibilidade de se “apertarem” as regras para as hipotecas.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau escreve nas parangonas que o “Governo Nega, o CCAC dixit”, em referência ao parecer do Comissariado contra a Corrupção que defende o direito a subsídio de residência para os reformados que fixaram residência em Portugal aquando da transição. Uma das chamadas de primeira página é feita com a ex-presidente da Assembleia Legislativa. Susana Chou diz que Frederico Nolasco “conspirou em seu próprio nome”, no caso em que o empresário foi condenado num processo relacionado com o ex-secretário Ao Man Long.

 

O Jornal Tribuna de Macau faz a manchete com o parecer do Comissariado contra a Corrupção, que “anima APOMAC na luta pelo subsídio de residência”. O relatório já foi enviado para Chui Sai On. Em grande foco está ainda o patrão da Las Vegas Sands. Sheldon Adelson “investe mais 20 mil milhões numa cidade com ‘futuro muito grande’”. Numa chamada de capa, o diário escreve que “furam pneus para pedir 850 patacas por reparação em gasolineira”.

 

O Ponto Final escreve no título principal: “mostrem o património” – Comissário contra a Corrupção desmistifica o receio de juízes e magistrados em divulgarem património. O comissário Vasco Fong garante ainda que o combate à corrupção é cada vez maior. Outro destaque vai para o “fogo diplomático no concurso de artifício”. A participação japonesa no Concurso Internacional de Fogo-de-Artifício de Macau foi cancelada, devido ao “recente estado de espírito da comunidade”.

 

Finalmente, o semanário católico o Clarim que diz que o “fundo de pensões acautela futuro”. Consultora internacional vai elaborar estudo para evitar contingências financeiras a longo prazo. Noutro título, em foco a Universidade de São José, onde “há um crescimento real positivo”. São as declarações do reitor, Peter Stillwell.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post publica uma fotografia do primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, com o presidente do Conselho Europeu, Van Rompuy, e o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso. No título lê-se “China e União Europeia têm acordo para reduzir carbono”. A União Europeia vai contribuir com 25 milhões de euros e ainda dar assistência técnica, por um período de quatro anos, para a conclusão de três projectos de redução de gases de efeito estufa. Outro destaque é feito com as declarações do primeiro-ministro japonês, que admite ter “calculado mal” qual seria a reacção da China à compra de três ilhas das Diaoyu. Yoshihiko Noda diz que “nunca esperou uma resposta chinesa tão intensa” e “suaviza o tom diplomático”.

 

O China Daily também dá destaque ao encontro em Bruxelas, com o título “Wen pressiona tratado”. O primeiro-ministro chinês e os líderes da União Europeia concordaram em iniciar conversações para criar um ambiente favorável ao investimento das empresas. Na coluna, o jornal diz que a China também reforça as relações com a Coreia do Norte, o que significa “mais negócios”.

 

O Standard diz que “manifestantes em Hong Kong agitaram bandeiras inglesas”. O acto repetiu-se agora, num protesto contra o mercado paralelo, com os manifestantes a gritarem: “cidadãos da China voltem para o Continente”. A situação “enfureceu” o antigo vice-director do Gabinete para os Assuntos de Macau e Hong Kong, Chen Zuo, que apelou aos residentes “a falarem abertamente se estão descontentes com o Governo Central e com o Governo de Hong Kong”. Zuo não vê qual é a vantagem em se abanar bandeiras do ex-colonizador.