Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Água: Reciclagem “é opção para Macau”, diz António Trindade
Domingo, 16/09/2012

Se Macau apostar na água reciclada, vai diminuir em muito a dependência que tem em relação às fontes de abastecimento na China, defendeu à Rádio Macau o presidente da CESL Asia, António Trindade. A empresa esteve hoje a fazer demonstrações ao público do modo como a água reciclada pode ser utilizada.

 

“Quando feita de maneira apropriada, por entidades credíveis e que o sabem fazer, a utilização de água reciclada é uma opção. No caso de Macau, estou de facto convencido que é a opção. Macau poderia ser quase auto-sustentável com a água reciclada”, apontou. “Quando se fala de reciclagem de água, a maior parte das pessoas pensa na água que é reciclada das estações de tratamento de águas residuais, mas também se pode reciclar a água do mar, por exemplo.”

 

A água reciclada pode servir para usar nos autoclismos, no combate aos incêndios, na rega e na limpeza de espaços públicos. Quanto à utilização em casa, não exige alterações de fundo das estruturas que já existem, explica António Trindade.

 

Em Macau, já se trabalha para a sensibilização em torno da importância dos recursos hídricos, mas é uma tarefa que ainda não está concluída. “Acho que há um trabalho contínuo a fazer, mas é um trabalho que tem que ver não só com o uso da água reciclada, mas também com a poupança e com as maneiras de melhor utilizar os recursos hídricos”, afirmou o presidente da CESL Asia. “De facto, os que se usam neste momento vêm de fora e fazem falta a quem os manda para cá, além de serem caros”, rematou António Trindade.