Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 12/09/2012

As primeiras páginas dos jornais de Macau são hoje feitas com temas diversificados, que vão desde o caso de venda de garrafas com água da torneira à cerimónia de encerramento do Fórum de Economia de Turismo Global. Em Hong Kong, olhos postos nos navios patrulha que Pequim enviou para as Diaoyu depois de Tóquio ter avançado para a compra de três ilhas do arquipélago.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Va Kio destaca a morte de um trabalhador da construção civil. O jornal publica mesmo a fotografia do homem já sem vida, depois de um acidente de trabalho, em que foi atingido por um dos materiais que caiu de uma grua. O acidente ocorreu num estaleiro na Taipa, na Estrada Lou Lim Ieok. Noutra notícia de primeira página, o jornal sublinha as declarações de Ambrose So. O director executivo da SJM afirma que o número de turistas não está directamente relacionado com as receitas de jogo e diz ainda que está confiante nas receitas para este ano. O matutino também noticia que hoje começam a ser escolhidas as fracções de habitação económica do Edifício Cheng Chong.

 

O Ou Mun coloca em grande plano que o Conselho de Consumidores apela à população para que esteja atenta às embalagens, depois de detectado um caso de venda de garrafas com água da torneira. Noutro título, lê-se que os Serviços de Saúde foram notificados de um caso suspeito de febre de dengue. A doente é uma jovem residente de Macau que, no dia 29 de Agosto, se deslocou ao centro comercial subterrâneo de Gongbei, em Zhuhai.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi está a passar, nesta manhã informativa, as declarações do Chefe do Executivo. Chui Sai On diz que a construção de uma sociedade íntegra é parte importante da acção governativa.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times escreve, em manchete, que “Macau vai organizar outra vez o Fórum sobre Economia e Turismo”. A decisão foi anunciada ontem pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, durante a cerimónia de encerramento do fórum deste ano. Noutro título aparecem em destaque as declarações do director executivo da SJM, Ambrose So, que reafirma interesse nas parcelas 7 e 8 do COTAI.

 

O título principal do Business Daily é "paz surge no New Century". O económico avança que Ng Man Sun, o promotor de jogo agredido no New Century, deve ser hoje nomeado director executivo da Amax Holdings, uma empresa de jogo listada na bolsa de Hong Kong e que, na visão de alguns auditores, pode ter sido manipulada pelo promotor de jogo. Em troca, Ng Man Sun tem de desistir das reivindicações sobre o New Century e sobre o casino Greek Mitology. O jornal faz outro destaque com as “novas negociações” entre o Governo e o construtor do edifício residencial na Calçada do Gaio, perto do Farol da Guia.

 

Já o Macau Post diz que um trio de residentes foi preso por alegada venda de água da torneira. Os indivíduos são suspeitos de engarrafarem água da torneira como se fosse água de nascente. As garrafas eram vendidas ao preço das outras águas comercializadas em Macau.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Ponto Final faz manchete com a afirmação de Severino Cabral de que o “Brasil é o centro da lusofonia”. O presidente do Instituto Brasileiro de Estudos da China e Ásia-Pacífico diz ainda que “Portugal tem de procurar o mundo que criou” – na América, em África e também na China, via Macau. O destaque fotográfico é feito com Pansy Ho que fala em diversificação da oferta no novo investimento da MGM no COTAI.

 

O Hoje Macau escreve, no título principal, que “ninguém diz onde está Xi Jinping”. Desde o dia 1 que o futuro líder da China está desaparecido. Faltou a uma reunião com Hillary Clinton e outra com o primeiro-ministro de Singapura e as especulações sobre o que lhe aconteceu subiram em flecha. Na primeira página referência ainda para a exposição de António Mil-Homens com fotografias únicas do deserto na China.

 

Em letras vermelhas, o Jornal Tribuna de Macau diz que Portugal “reforça” presença na Feira Internacional de Macau. O ministro da Economia e do Emprego quer apostar em Macau para conquistar mercados. Na fotografia principal, o JTM assinala o 11 de Setembro: “política foi excluída do memorial”. Na primeira página, o matutino publica também uma fotografia de Vítor Gaspar que anunciou ainda mais medidas de austeridade para Portugal.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve que “Pequim envia navios patrulha depois de Japão comprar Diaoyu”. A China considera “um roubo” a nacionalização de três ilhas do arquipélago pelo Japão e avisa Tóquio que vai “afirmar a soberania” sobre as Diaoyu. Este desenvolvimento na contenda territorial já provocou novas manifestações anti-Japão na China. O matutino traz ainda, para a primeira, as declarações do primeiro-ministro chinês que “promete gastar para haver crescimento”. Wen Jiabao espera uma estabilização da economia chinesa, com a aplicação das medidas de estímulo para este ano.

 

O China Daily destaca também os mesmos temas na primeira página. A notícia principal é feita com o agravamento das tensões em torno das Diaoyu, depois da compra de três ilhas pelo Japão. Na fotografia referência aos protestos à porta da embaixada japonesa em Pequim. Vemos vários manifestantes a empunharem papéis que dizem “as Diaoyu pertencem à China, japoneses vão-se embora”. Na coluna, as afirmações de Wen Jiabao, que prevê a estabilização da economia chinesa neste ano. O primeiro-ministro chinês falava em Tianjin, na inauguração do chamado “Davos Asiático” – a edição de Verão do Fórum Económico Mundial.

 

O Standard escreve, no título principal, “uma luta até ao fim”. As autoridades policiais de Hong Kong retiraram, à força, os manifestantes do movimento “ocupar central” da frente da sede do banco HSBC. Três manifestantes foram detidos durante os confrontos com a polícia.