Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Las Vegas Sands vai construir a "Eurovegas" em Madrid
Sábado, 08/09/2012

A operadora de jogo norte-americana Las Vegas Sands anunciou ter escolhido Madrid em detrimento da Catalunha para avançar com a construção do projecto de entretenimento e jogo designado por “Eurovegas”.

 

De acordo com um comunicado da empresa, falta escolher o local exacto na capital espanhola para um investimento de 17 mil milhões de euros. Apesar da Las Vegas Sands nada afirmar quanto à localização, já há candidatas: pelo menos três localidades manifestaram interesse em receber o investimento norte-americano.

 

Prevê-se que a “Eurovegas” venha a gerar 260 mil postos de trabalho e esteja concluída em 2022. No entanto, estima-se a inauguração de uma primeira fase do projecto para daqui a 4 anos.

 

Quando todas as obras finalizarem, o investimento vai ter um retorno esperado de 30 mil milhões de euros e será capaz de atrairr a visita de 11 milhões de turistas por ano.

 

O complexo deve contar com seis casinos, 12 hotéis com um total de 36 mil quartos, um centro de convenções, três campos de golfe, centros comerciais, bares e restaurantes.

 

Num cenário em que Espanha surge mergulhada na crise, o investimento americano parece atractivo, mas também merece críticas de vários sectores.

 

Líderes sindicais espanhóis criticam o projecto, alegando que pode provocar uma especulação na construção, criação de emprego precário e também problemas relacionados com o crime organizado. Outras críticas partiram de ecolgistas e de associações de empresários e do sector do turismo.

 

Indiferente aos protestos está Sheldon Adelson. O presidente da Las Vegas Sands defende mesmo mudanças na lei espanhola para permitir a construção de edifícios altos e também que os jogadores possam fumar dentro dos casinos.