Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Macau vai reduzir os preços do transporte de carga aérea
Sexta, 07/09/2012

Transportar carga a partir do Aeroporto Internacional de Macau vai ser mais barato. O objectivo é atrair os exportadores chineses, em especial os de Cantão e Xiamen. A ideia foi anunciada na primeira reunião ordinária do ano da Comissão para o Desenvolvimento do Sector Logístico que, em Outubro próximo, vai divulgar o transporte aéreo local em Cantão.

 

O secretário-geral da comissão, Wong Wan, diz que são necessários seis meses para conseguir preços 15 por cento abaixo dos praticados no aeroporto da capital da província vizinha. O responsável adianta que a comissão vai também falar com representantes da zona industrial de Nansha, próxima de Cantão, e com a cidade de Xiamen, a capital de Fujian, para divulgar as potencialidades do transporte aéreo do território.

 

O secretário-geral diz, no entanto, que a comissão está também atenta aos problemas no transporte logístico terrestre, pelo que vai tentar junto dos serviços de alfândega de Zhuhai facilitar os trâmites de passagem na fronteira.

 

A comissão vai pedir igualmente a seis empresas com reconhecimento internacional no sector para que deixem sugestões acerca de como tirar partido do facto de Macau vir, em breve, a beneficiar da ponte entre Hong Kong e Zhuhai. Wong Wan adianta ainda que uma ou duas das empresas internacionais serão seleccionadas para apoiar na instalação de armazéns da ilha artificial da ponte. 

 

À Universidade de Macau foi pedido um estudo sobre o desenvolvimento do sector na RAEM, para se saber qual a direcção em que o território deve avançar.