Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

André Ritchie afasta “má estimativa” no orçamento do metro
Sexta, 07/09/2012

O Gabinete de Infra-estruturas de Transportes (GIT) acolhe os resultados do relatório do Comissariado de Auditoria, mas o coordenador-adjunto da estrutura responsável pelas obras do metro ligeiro de Macau afasta que tenha sido feita uma “má estimativa”.

 

Em declarações à Rádio Macau, André Ritchie começa por explicar que as contas não são simples, pelo que há que ter vários aspectos em consideração. “Existem muitas dificuldades para este tipo de estimativa dinâmica porque são muitos os factores externos e as variáveis: o enquadramento económico da região, o valor de algumas moedas como o yuan em relação à pataca, a inflação, os materiais de construção civil, etc. Tendo em conta a complexidade deste projecto, existe um hiato de tempo considerável entre a concepção e a estimativa de custos, que é feita nessa altura, e o início concreto dos trabalhos de construção civil”, justifica.

 

O coordenador-adjunto dá exemplos concretos: em menos de dois anos, refere, o preço do betão subiu 40 por cento. Macau não é caso único no que diz respeito a discrepâncias entre orçamentos e adjudicações de contratos – o mesmo está a acontecer com o metro de Hong Kong, refere André Ritchie.

 

“Temos de ter cuidado com os adjectivos. É evidente que houve uma estimativa que agora não corresponde ao preço de adjudicação da obra – isto é um facto. Mas não vou utilizar as palavras ‘má estimativa’ porque, como disse, isto não é fácil”, sublinha. “A estimativa de preços é feita sempre com valores de mercado de um determinado trimestre, de um determinado ano, e tem de ser feita assim. É feita assim em todas as partes do mundo”, afiança o coordenador-adjunto do GIT.

 

No relatório ontem divulgado, o Comissariado de Auditoria defende um limite máximo para o orçamento da primeira fase do metro ligeiro. No documento são sugeridas melhorias na gestão financeira e também no controlo de custos de qualidade.