Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

DSPA apresenta plano para o ambiente 2010-2020
Sexta, 07/09/2012

A Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental quer criar um grupo de trabalho interdepartamental para combater a poluição em Macau. A ideia foi destacada na apresentação do relatório sobre o estado do ambiente no território respeitante a 2010.

 

A ocasião serviu ainda para divulgar o planeamento de protecção ambiental para o período compreendido entre 2010-2020. Apesar de o documento fazer referência, na data, a anos que já lá vão, o director dos serviços, Cheong Sio Kei, não entende que tenha havido um atraso, justificando a conclusão do plano com o facto de a DSPA ter poucos anos de vida.

 

“A DSPA só foi criada em 2009. Logo depois da implementação deste serviço, começámos a actuar, a planear e a executar várias acções ambientais no sentido de prevenção e controlo da poluição, e no planeamento de vários trabalhos”, assegura o responsável.

 

Não obstante, os resultados da análise ao estado do ambiente em 2010 mostram que havia, à época, vários indicadores preocupantes: a qualidade do ar não tinha melhorado, as águas costeiras estavam mais poluídas e havia mais ruído nas ruas.

 

No plano agora apresentado, promete-se trabalhar em várias frentes: rever a lei de bases do Ambiente, trabalhar para que haja reciclagem e mais cooperação com as regiões vizinhas, entre outros projectos. Mas Cheong Sio Kei sublinha que já há obra feita, recordando que foram elaborados os regulamentos sobre os gases libertados pelos motociclos e a aplicação da norma Euro 4 para as emissões dos veículos.

 

O director destaca também o trabalho levado a cabo para combater a poluição sonora: “Foi lançada este ano a norma de prevenção e controlo de ruídos. Em relação à água, sobre a qualidade das águas costeiras, também já estamos a avançar, e a fazer estudos e investigações nessa área”.