Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 05/09/2012

A “campanha de difamação” contra os deputados Kwan Tsui Hang e Lee Chong Cheng marcam a actualidade local assim como as celebrações do aniversário do Instituto Cultural. Em Hong Kong, as manchetes fazem-se com temas variados, que vão desde as barbatanas de tubarão ao rei da comédia da região vizinha. O China Daily realça a visita de Hillary Clinton à China.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Va Kio destaca a atribuição de uma prestação adicional do subsídio regular a mais de 5000 agregados familiares. A partir de hoje, o Instituto de Acção Social distribui mais cerca de 28 milhões de patacas. Ainda em destaque neste jornal, os deputados da Associação Geral dos Operários. Kuan Tsui Hang e Lee Chong Cheng dizem estar a ser vítimas de uma “campanha de difamação” e receiam que os rumores estejam relacionados com a corrida à Assembleia Legislativa, já que as eleições decorrem no próximo ano.

 

O Ou Mun foca o número significativo de casos de estaleiros de construção civil sem medidas de segurança adequadas. A Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais detectou, em inspecções recentes, uma segurança pouco apertada, sobretudo, no que toca à protecção contra quedas em altura. Noutro título, o diário escreve que as autoridades voltaram a garantir atenção extrema às cinzas das fábricas de cimento de Ka Ho.

 

Canal chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi diz, nesta manhã informativa, que os Serviços de Educação e Juventude voltam a assegurar que há uma fiscalização rigorosa aos apoios financeiros atribuídos às associações juvenis e que as verbas são atribuídas de forma equitativa.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Business Daily avança que a Melco Internacional planeia listagem de 300 milhões de dólares norte-americanos na bolsa das Filipinas. Nesse sentido, a empresa vai operar um casino-resort na capital Manila. Noutro título, o jornal noticia que o Governo “vai finalmente aproveitar as acções da Waterleau”, - uma empresa citada no julgamento do ex-secretário dos transportes e obras públicas. Ao Man Long detinha 20 por cento das acções da estação de tratamento. A acção foi decidida há três meses pelo tribunal.

 

O Macau Daily Times escreve, em manchete, que os deputados da ala laboral queixam-se de uma “campanha difamatória”. Kwan Tsui Hang e Lee Chong Cheng alegam estar a ser vítimas de rumores, que os acusam de estarem contra os cheques do Governo e de acreditarem não haver trabalhadores ilegais em Macau. Os deputados da Associação Geral dos Operários estão certos de que esta campanha difamatória está relacionada com as eleições legislativas do próximo ano. O destaque fotográfico remete para as celebrações dos 30 anos do Instituto Cultural e para a tomada de posse dos dois novos vice-presidentes do organismo.

 

O Macau Post faz a primeira página com as preocupações da administração da Escola da Sagrada Família: “escola apela mais uma vez ao Governo para considerar a segurança dos alunos”. O director exige que sejam retirados os vendedores ambulantes da entrada da instituição de ensino.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O título principal do Hoje Macau diz “corações partidos”. Macau não tem centro de transplantes, legislação sobre doações e esperança para quem mais precisa. Ainda em chamada de primeira página, os deputados Kwan Tsui Hang e Lee Chong Cheng que rejeitam críticas sem confirmar recandidatura.

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve, em manchete, que o Governo atribui 1,65 milhões ao IPOR, em verbas concedidas pelos Serviços de Educação e Juventude e pela Fundação Macau. Na fotografia, destaque para o regresso às aulas na Escola Portuguesa, que, este ano lectivo, tem mais alunos e professores.

 

O Ponto Final coloca em grande plano “os sete magníficos da quinta geração”. Arnaldo Gonçalves descreve os sete prováveis membros do Comité Permanente do Politburo como um naipe “conservador, formado no partido e sem experiência internacional”. Ainda na primeira página, o Instituto Cultural que vai comprar casas para preservar.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post escreve, nas grandes, que “os serviços privados de saúde” vão deixar de ser considerados a “nova indústria pilar”. O Governo anunciou que a iniciativa, visionada pelo antigo Chefe do Executivo, Donald Tsang, vai ser riscada da lista de políticas para os próximos anos. A indústria deve preocupar-se apenas em servir os residentes. Noutro destaque, o matutino avança que a Cathay Pacific deixou de transportar barbatanas de tubarão. A companhia aérea cedeu aos grupos ambientais, que consideram a decisão da Cathay uma grande vitória.

 

O  China Daily coloca em grande plano a notícia sobre a visita da secretária de Estado norte-americana à China, com o título: “Clinton viaja entre tensões”. Em Pequim, Hillary Clinton vai tentar acalmar as crescentes tensões sobre um eventual envolvimento dos Estados Unidos na contenda do Mar do Sul da China. Analistas alertam Washington a parar de se intrometer na contenda e a reconhecer as legítimas preocupações territoriais da China, caso queira tirar partido da visita. Clinton foi recebida ontem pelo ministro chinês dos Negócios Estrangeiros.

 

O Standard escreve, na primeira, que ex-namorada processa o rei da comédia, Stephen Chow, em quase 80 milhões de dólares de Hong Kong. Alice Yu alega que este é o valor da comissão que a estrela da região vizinha lhe deve por uma casa no Peak.