Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Subsídios: ATFPM confiante, aguarda decisão de Lisboa
Segunda, 27/08/2012

A Associação dos Trabalhadores da Função Pública (ATFPM) voltou de Lisboa sem uma resposta no que diz respeito a um eventual regime de excepção nos cortes dos subsídios de férias e de natal para os aposentados e pensionistas que vivem na RAEM.

 

Em conferência de imprensa realizada esta tarde, o presidente da associação, José Pereira Coutinho, disse que, por agora, o tempo é de espera. “Aguardar é aquilo que temos de fazer. Neste momento, está a ser feito o Orçamento do Estado [em Portugal] que tem de passar pela Assembleia da República”.

 

Nas últimas semanas, representantes da ATFPM estiveram na capital portuguesa para expor o caso ao secretário de estado do orçamento. Apesar de Morais Sarmento não se ter comprometido com uma resposta, Pereira Coutinho acredita num desfecho feliz. “Achamos que o governo de Portugal está sensibilizado. O orçamento que está a ser preparado é um dos mais restritos dos últimos 20 anos, mas temos a esperança que, se de boa vontade, o governo de Portugal incluir uma cláusula no orçamento, atendendo às circunstâncias históricas e políticas, tudo poderá ser resolvido da melhor forma”, acrescenta.

 

José Pereira Coutinho promete não desistir, lembrando que a “ATFPM foi a associação que conseguiu o grande milagre do IRS, fazendo com que pensionistas e aposentados de Macau sejam os únicos que não pagam IRS [em Portugal]”.

 

O presidente da associação promete colocar o assunto a Álvaro Santos Pereira, durante a visita que o ministro português da Economia vai efectuar a Macau no próximo mês.