Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 27/08/2012

A visita dos medalhados olímpicos domina a actualidade da imprensa local. Os jornais em língua chinesa publicam, nas primeiras páginas, várias fotografias dos atletas chineses em Macau. Os matutinos em língua inglesa de Hong Kong destacam os acidentes de trânsito que marcaram o fim-de-semana na China e na RAEHK.

 

Jornais de Macau em língua chines

 

O Va Kio dedica a primeira página, em exclusivo, aos medalhados olímpicos. O matutino sublinha que a “delegação de ouro” vai dialogar hoje com os jovens de Macau. Ainda espaço para a recepção aos atletas, que juntou mais de 500 pessoas. O matutino cita ainda as palavras do Chefe do Executivo, Chui Sai On, que espera que os atletas aproveitem a visita para aumentar os conhecimentos sobre Macau e contactar com a população.

 

O Ou Mun também publica uma série de fotografias do primeiro dia dos medalhados olímpicos chineses em Macau. O jornal escreve “explodiu popularidade dos atletas”, à chegada ao território. O matutino recorda ainda a agenda da delegação nesta visita oficial de três dias.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi diz que 11 atletas medalhados estão, nesta manhã, a dialogar com cerca de 2500 estudantes de Macau. A Rádio está ainda a noticiar que o deputado Ho Ion Sang sugere ao Governo a criação de uma base de dados para os combustíveis.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Macau Daily Times escreve, em manchete, que a “Reolian falha alegadamente cobertura de seguro a longo-termo”. A família do motorista atropelado, na semana passada, quer uma garantia médica da operadora, mas a Reolian terá recusado assinar um documento em que se compromete a pagar todos os custos médicos. Na fotografia, referência à visita dos medalhados olímpicos a Macau. Os 47 atletas foram aplaudidos à chegada. Mais de 500 pessoas, sobretudo alunos, esperaram cerca de uma hora à saída do Terminal Marítimo do Porto Exterior.

 

O Business Daily escreve “bolsos vazios, comércio pleno”, a propósito das relações União Europeia-Macau. A representante da União Europeia para Macau e Hong Kong dá uma entrevista ao económico, na altura em que se prepara para deixar o cargo. Maria Castillo Fernandez diz estar confiante no “contínuo aumento das exportações europeias”. Por outro lado, devido à falta de verbas, a União Europeia encerra o Programa de Informação Empresarial para as regiões administrativas especiais e a Cátedra Jean Monnet da Universidade de Macau. Numa das chamadas de capa, lê-se “arranjar espaço para as pequenas e médias empresas na Ilha da Montanha”. Pelo menos três projectos estão a ser preparados para empresas de Macau, dois na área do retalho e outro no campo da restauração.

 

O Macau Post traz em grande plano a vinda dos medalhados olímpicos chineses a Macau. Em manchete, o jornal diz que “Governo presenteia as medalhados de ouro da nação com 10,2 milhões de dólares de Hong Kong”. Ainda na capa uma notícia internacional: “mulheres do Togo fazem greve de sexo para destituir o presidente”. A ala feminina do Grupo de Direitos Humanos está a apelar a uma greve de sexo de uma semana a todas as mulheres no Togo, com o objectivo de pressionar Faure Gnassingbe a deixar o cargo.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau diz, em manchete, que AC Milão fecha escolinha. O matutino sublinha que o projecto de formação não vingou em Macau. O principal monitor, Josecler, fala em falta de divulgação adequada. Philippe Bru, da empresa responsável, atira as culpas para a Escola Internacional, que prometeu um campo e não cumpriu. O JTM coloca ainda em grande destaque a “busca dos macaenses pelo mundo”. Um investigador criou website para recolher informação sobre a comunidade.

 

O título principal do Ponto Final é “criatividade estagnada”. Nove anos depois de ter posto de pé o projecto Creative Macau, a coordenadora confessa a sua decepção. Lúcia Lemos afirma que “as coisas evoluíram muito pouco” e que “toda a gente esperava muito mais” do mercado de Macau. Noutro título lê-se “lobby, Diaoyu reúne em Macau”. A Aliança Mundial Chinesa em Defesa das Ilhas Diaoyu tem reunião, no território, em Setembro. Está prevista ainda ida a Pequim para se pedir indemnização ao Japão pelos dois dias de detenção dos 14 activistas.  

 

O Hoje Macau pergunta “mais lama Mr. Adelson?”, a propósito de uma nova acusação nos EUA, que “traz espectro” de ligação entre a Sands e as tríades. A descoberta da passagem de crédito de 100 mil dólares de um casino do grupo em Las Vegas para um outro em Macau levanta suspeitas às autoridades americanas. Num destaque de capa, o diário diz também que a Reolian despediu o motorista responsável pelo acidente da última semana.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post escreve que “candidatos apoiam C.Y. Leung na política de “apartamentos para os locais”. Num inquérito, o matutino perguntou aos responsáveis que vão concorrer às eleições legislativas qual a medida do Chefe do Executivo mais consensual e 32 responderam a promessa eleitoral de garantia de venda de alguns apartamentos privados aos residentes. O jornal coloca em destaque fotográfico Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar a lua morreu sábado aos 82 anos. O presidente norte-americano, Barack Obama, vai conduzir o tributo ao comandante da Missão Apollo 11.

 

O China Daily destaca a morte de 47 pessoas em dois acidentes de trânsito. Na província de Shaanxi, as chamas de um camião cisterna “engoliram um autocarro” e, em Sichuan, uma carrinha bateu contra a traseira de um camião parado. Na coluna, o diário diz que empresas de Wenzhou enfrentam tempos difíceis devido à “fraca procura mundial”. Está a crescer o número de empresas que fecharam nesta cidade, que é um importante ponto de produção e exportação.

 

O Standard também faz manchete com um outro acidente. Em Hong Kong, um autocarro público “lavrou” um centro comercial, provocando cinco feridos. O motorista, de 51 anos, alega ter perdido os sentidos segundos antes do incidente.