Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Criada Liga dos Táxis de Macau
Segunda, 20/08/2012

Cinco associações do sector decidiram juntar-se para melhorar as condições e imagem dos taxistas. A Liga dos Táxis de Macau, agora criada, visa, a curto prazo, lutar por seguros adequados à profissão. Um fundo está ainda prometido para o apoio aos taxistas na reforma.

 

Entre as cinco organizações está a Associação Geral dos Comerciantes de Trânsito e de Transporte de Macau. O presidente Leng Sai Hou sublinha a importância de uma voz única na defesa dos interesses dos taxistas e proprietários de empresas de táxis. “Temos vários tipos de associações em Macau. Hoje estamos a juntar a maioria das associações do sector para assim ser mais fácil discutirmos ou enfrentarmos o Governo”.

 

Para Leng Sai Hou é necessário aumentar a comunicação não só entre os taxistas, mas também o diálogo entre as associações e o Governo. Para já, a Liga dos Taxistas quer garantir que é criado um sistema de seguros adequado à profissão. O responsável destaca que, sem seguros, os acidentes acabam por custar muito dinheiro aos proprietários.

 

Outro objectivo da Liga é o estabelecimento de um fundo para apoiar os taxistas na idade da reforma. “Destina-se aos taxistas mais pobres, porque um taxista na reforma não recebe nada do Governo, nem da empresa de táxis. Estamos a tentar ajudá-los”, aponta Leng Sai Hou. As verbas para o fundo vão ser injectadas pelo empresário David Chow, proprietário de táxis há vários anos e que agora comprou mais licenças no novo concurso, e por outros membros da Liga.

 

Quanto à questão do aumento das tarifas, Leng Sai Hou diz que o tema é complicado. Por um lado, os taxistas reclamam o aumento, por se sentirem pressionados pelas consecutivas subidas dos preços dos combustíveis, mas admitem, por outro lado, que um segundo aumento neste ano afastaria os passageiros.

 

Para já, a Liga vai tentar melhorar o serviço de táxis, organizando cursos de formação e acções de intercâmbio. O objectivo final, - lê-se no manifesto da Liga – é “conquistar elogios dos visitantes e dos residentes”.