Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Sinal 8 não impediu população e turistas de saírem à rua
Sexta, 17/08/2012

O Kai Tak não assustou Macau. Nesta manhã, ainda com o sinal oito içado, as ruas já estavam cheias de gente.

 

Talvez tenha sido a claridade do dia que levou a população a sair de casa. Perto das 8h, as ruas das zonas baixas da cidade estavam cheias de gente. Alguns idosos deixavam os restaurantes, já abertos, com o “tapau” do pequeno-almoço e, nos jardins, encontravam-se pessoas a ler os jornais ou a descansar.

 

Nas ruínas de São Paulo, o turismo fez-se como sempre. Menos turistas do que o habitual, é certo, dado que estavam suspensas as operações marítimas e aéreas, mas o sinal 8 não impediu dezenas de pessoas de passarem pelo ex-líbris da cidade. Alguns dos turistas desconheciam que estava tufão.

 

A manhã era de sol e o vento não soprava tão forte como as pessoas esperavam de um tufão oito. “Nem parece que está tufão. Talvez tenha influenciado a cidade a noite passada, mas esta manhã não vejo nenhum sinal de tufão”, disse, à Rádio Macau, um turista da China.

 

Mas quem tinha de ir trabalhar enfrentou, ainda assim, problemas. “Todos os anos há tufões assim. O único problema é que, mesmo em dias de sol como hoje, se está içado o sinal oito não há autocarros para ir para o trabalho”, apontou uma cidadã filipina.