Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 14/08/2012

O caso Ou Mun e do Centro de Estudos volta às primeiras páginas da imprensa de Macau depois de ter sido um dos temas em destaque na sessão plenária da Assembleia Legislativa. Outro assunto em comum nas primeiras páginas dos jornais é o relatório ao colapso do túnel da Ilha da Montanha. Nos jornais de Hong Kong, em foco, a decisão do Tribunal sobre o grupo que, há dez meses, acampa junto à sede do banco HSBC, em Central.  

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

A chegada dos Taikonautas chineses domina a primeira página do jornal Va Kio. A delegação chegou ontem ao território. O jornal publica uma série de fotografias que mostram a população à espera do grupo e ainda o jantar oferecido pelo Governo. Em destaque também as palavras do vice-comandante do programa espacial tripulado da China, Niu Hongguang, que diz estar disposto a apoiar Macau na participação no plano espacial chinês.

 

O Ou Mun publica uma grande fotografia dos astronautas chineses à chegada ao Terminal Marítimo de Macau, onde 500 estudantes aguardavam. O jornal escreve em grande título “Três astronautas em Macau”. Em foco ainda as declarações do Chefe do Executivo que esteve reunido com a delegação. Fernando Chui Sai On sublinha que o Governo tem incentivado a formação e educação dos mais novos na área da ciência e tecnologia espacial.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A visita dos Taikonautas marca, esta manhã, a actualidade local na Ou Mun Tin Toi. O canal chinês da Rádio Macau dá conta das declarações do secretário para os Transportes e Obras Públicas, Lau Si Io, que diz que vai intensificar a promoção na área da ciência e tecnologia espacial.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve em manchete “Mão mais pesada para as obras ilegais”. Jaime Carion respondeu aos deputados na Assembleia Legislativa sobre as construções ilegais e os prédios antigos. O director da DSSOPT reconheceu, - destaca o diário -, que o “Governo enfrenta dificuldades no combate” a esse tipo de construções. O relatório do colapso do túnel da Ilha da Montanha faz um outro destaque. “Túnel foi abaixo devido à velocidade de escavação”, lê-se ainda na primeira página do JTM.

 

“As contas são do Governo” é o grande título do Ponto Final. Quatro deputados nomeados defendem que a Assembleia Legislativa não tem competências para controlar previamente os gastos do Executivo nas grandes obras públicas e concessões de terra. A proposta voltou a ser apresentada por Ng Kuok Cheong mas não encontrou apoio no hemiciclo. No destaque fotográfico a chegada dos Taikonautas chineses a Macau. “Odisseia em Macau”, escreve a esse propósito o diário.

 

No Hoje Macau, em foco, a chegada dos astronautas a Macau. “Ser mulher marcou a diferença na popularidade” lê-se na capa. Noutro tema, a ausência do deputado Lee Chong Cheng no hemiciclo no dia em que se discutiu o “seu” Centro de Estudos. O jornal titula “Longe da confusão é que se está bem”. Pereira Coutinho, autor da interpelação, comentou a ausência do colega.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily chama para manchete o tema da habitação. Os investidores alegam que há falta de um plano do Governo, apontando também que a divulgação de informação sobre política de terras está a causar, desnecessariamente, aumentos nos preços da habitação. Noutras chamadas de capa o caso do colapso do túnel da Ilha da Montanha e a polémica em torno do jornal Ou Mun e do Centro de Estudos, apoiado pela Fundação Macau.

 

O Macau Post Daily em manchete fala do relatório sobre o túnel da Ilha da Montanha. Em grande título diz que o documento refere quatro causas para o acidente. Ainda na primeira do Macau Post Daily a chegada dos Taikonautas a Macau. O jornal publica uma fotografia da delegação chinesa acompanhada pelo director do Gabinete de Ligação do Governo Central, Bai Zhijian, e do secretário para os Tranportes e Obras Públicas, Lau Si Io.

 

A controvérsia em torno do jornal Ou Mun foi o grande destaque da sessão de ontem no plenário, escreve em manchete o Macau Daily Times. O jornal publica ainda uma imagem do Estádio Olímpico onde decorreu a cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de uma forma “feliz e gloriosa”. O jornal traz também para a primeira página a chegada dos astronautas chineses ao território, com a fotografia da primeira mulher a integrar uma missão do género na China.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O South China Morning Post adianta que a queda dos lucros da MTR Corporation pode obrigar ao aumento das tarifas do metro em Hong Kong. A empresa que gere o metro regista pela primeira vez em três anos uma queda dos lucros líquidos. Ainda o caso dos manifestantes que há dez meses acampam junto à sede do banco HSBC em Central. O Tribunal deu 14 dias para o grupo “Ocupar Central” abandonar o local. Alguns activistas dizem que a polícia vai ter de os retirar à força.

 

A decisão do tribunal de Hong Kong sobre o protesto do grupo “Ocupar Central” faz também a manchete do The Standard. O jornal escreve “empacotar e partir”. O tribunal deu 14 dias ao grupo para abandonar a porta da sede do HSCB.

 

Na fotografia do China Daily Sun Yang e Ye Shiwen, atletas chineses que marcaram presença nos Jogos Olímpicos. A cidade dos atletas quer homenageá-los mas a ideia de erguer estátuas está a gerar controvérsia. O jornal puxa, no entanto, para manchete a visita da delegação da Coreia do Norte a Pequim. O objectivo é o estreitamento das relações económicas e comerciais.